Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Jerónimo Martins cai mais de 3% e leva PSI-20 a cair pela primeira vez em cinco sessões

Jerónimo Martins, EDP, PT e Zon foram as responsáveis pela queda superior a 1% do índice da bolsa nacional, num dia em que sete cotadas conseguiram ficar em terreno positivo. Cimpor e Semapa ganharam mais de 2%.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 30 de Setembro de 2011 às 16:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Ao fim de quatro dias em alta, o índice da bolsa nacional fechou novamente no vermelho. A bolsa portuguesa foi penalizada pela queda superior a 3% da Jerónimo Martins e de quase 5% da Zon Multimédia.

O PSI-20 recuou 1,25% para 5.891,06 pontos, com sete cotadas a subir e 13 em queda. A praça portuguesa aliviou das quatro subidas anteriores nesta semana, um comportamento semelhante ao das restantes praças europeias.

Na Europa, o Stoxx Europe 600 perdeu 1,6% na última sessão do terceiro trimestre. Os dados económicos globais hoje divulgados decepcionaram os investidores: Da China, saíram sinais de que a economia asiática está a abrandar; da Alemanha, as vendas a retalho caíram a um ritmo que não era registado há quatro anos; dos EUA, os gastos dos consumidores abrandaram e os rendimentos caíram pela primeira vez em dois anos.

Por cá, a Jerónimo Martins cedeu 3,21% para 11,75 euros e foi a cotada que mais penalizou o desempenho do PSI-20. A concorrente Sonae recuou 1,5% para 0,525 euros.

Zon em queda há quatro sessões

Em evidência do lado das quedas esteve a Zon Multimédia. A operadora liderada por Rodrigo Costa foi a empresa do índice que mais desceu, desvalorizando 4,65% para 2,276 euros. Em 10 sessões, a cotada perdeu terreno em oito, marcando quatro quedas consecutivas.

Ainda nas telecomunicações, a Portugal Telecom também esteve em queda, recuando 1,79% para 5,50 euros. A Sonaecom perdeu apenas 0,09% para 1,128 euros.

Na energia, a EDP voltou hoje a desvalorizar, depois de ontem ter sido já penalizada pela decisão do Governo de introduzir um novo imposto sobre centrais eléctricas. A cotada liderada por António Mexia recuou 1,53% para 2,315 euros.

A EDP Renováveis fechou nos 4,09 euros, perdendo 0,94%. A Galp Energia cedeu 0,36% para 13,74 euros.

Na banca, só o BES fechou a subir. O banco ganhou 0,5% para 2 euros. Já o BCP cedeu 2,01% para 0,195 euros, ao passo que o BPI perdeu 1,59% para 0,682 euros. O Banif encerrou nos 0,41 euros, ao desvalorizar 1,2%.

Semapa e Cimpor sobem mais de 2%

Em destaque pela positiva estiveram as empresas ligadas aos cimentos. A Cimpor ganhou 2,37% para 5,02 euros, enquanto a Semapa, dona da Secil, avançou 2,14% para 5,24 euros.

Também a Altri esteve em alta, subindo 1,07% para 1,138 euros. A Portucel ganhou 0,11% para 1,755 euros.
Ver comentários
Saber mais Psi-20 bolsa nacional Banif BCP BES BPI banca Stoxx Europe 600
Mais lidas
Outras Notícias