Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Jerónimo Martins e PT contrariam fortes perdas da banca

Os ganhos registados pela Jerónimo Martins e pela Portugal Telecom estão contrariar as fortes perdas da banca e a travar a tendência de queda da bolsa nacional. O PSI-20 recua 0,03%, numa altura em que os congéneres europeus já regressaram aos ganhos.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 27 de Outubro de 2009 às 12:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os ganhos registados pela Jerónimo Martins e pela Portugal Telecom estão contrariar as fortes perdas da banca e a travar a tendência de queda da bolsa nacional. O PSI-20 recua 0,03%, numa altura em que os congéneres europeus já regressaram aos ganhos.

O PSI-20 cede para os 8.516,88 pontos, com 13 acções em queda e sete a subir. Na Europa, o sentimento voltou a ser positivo, depois do sector bancário ter caído e levado as bolsas a registarem quedas. Contudo, a banca já começou a recuperar e os principais índices europeus seguem em alta.

Por cá, a banca continua a ser a principal causa para a descida do índice, numa altura em que o BCP cai 1,90% para os 0,981 euros, o BES desce 1,67% para os 5,113 euros e o BPI perde 1,31% para os 2,34 euros.

A banca tem estado sob o foco das atenções nos últimos dias, numa altura em que se especula que sejam necessários novos aumentos de capital neste sector e a venda de activos para que os bancos devolvam aos Estados os apoios concedidos para evitar falências.

Na banca nacional, hoje a expectativa está direccionada para o BES, que apresenta, após o fecho do mercado os resultados dos primeiros nove meses do ano.

A travar maiores quedas está a Jerónimo Martins, ao subir 3,88% para os 6,10 euros, depois de ter sido alvo de uma nota de análise por parte do JPMorgan, onde a casa de investimento aponta três razões para “comprar” acções da retalhista nacional. O JPMorgan reviu em alta o preço-alvo de 5,50 euros para 7,00 euros.

A Portugal Telecom também está a ajudar a travar as perdas, ao subir 2,08% para os 7,86 euros, depois de ontem ter colocado no mercado 750 milhões de euros em obrigações.

Com excepção da PT, o restante sector das telecomunicações está a pressionar a bolsa nacional. A Zon perde 1,43% para os 4,426 euros e a Sonaecom recua 3% para os 1,969 euros.

Em destaque hoje estão ainda as acções da Portucel, Semapa e Impresa não devido às variações, mas porque os investidores estão a aguardar a divulgação dos números dos primeiros nove meses do ano, o que vai acontecer hoje após o fecho da bolsa.

Veja também:

As cotações de todas as acções da Bolsa portuguesa

O resumo do dia do índice PSI-20

As maiores subidas e maiores descidas do PSI-20

Os preços-alvo para as cotadas portuguesas

As estatísticas das acções portuguesas

A análise técnica de todas as cotadas portuguesas

A evolução de todos os fundos comercializados em Portugal


Ver comentários
Outras Notícias