Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

José de Mello Saúde paga cerca de 3% para emitir 50 milhões em obrigações

Os títulos colocados esta sexta-feira pela José de Mello Saúde têm um prazo de seis anos e uma taxa de juro indexada à Euribor a 6 meses acrescida de 2,95%.

Bruno Simão/Negócios
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 08 de Maio de 2015 às 13:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A José de Mello Saúde concluiu esta sexta-feira uma emissão de dívida de 50 milhões de euros em obrigações com uma maturidade de seis anos, que tem como objectivo "refinanciar a actividade corrente e fazer face a novas oportunidades de investimento".

 

Os títulos pagam uma taxa de juro indexada à Euribor a 6 meses acrescida de 2,95%. A taxa interbancária está actualmente em 0,061%, pelo que este empréstimo obrigacionista tem actualmente um custo ligeiramente acima de 3%.

 

Num comunicado à CMVM, a companhia salienta que a "emissão foi colocada junto de investidores institucionais, com mais de 20% colocados em investidores internacionais, e será solicitada a admissão à negociação nos mercados regulamentados Euronext Lisbon e Bourse de Luxembourg". O Banco Finantia e o BESI actuaram como Joint Lead Managers da emissão.

 

O encaixe de 50 milhões de euros será utilizado para "refinanciar a actividade corrente e fazer face a novas oportunidades de investimento, tendo reduzido significativamente o seu custo de financiamento e alargado a maturidade média da sua dívida".

 

Numa nota enviada à imprensa, Guilherme Magalhães, CFO da José de Mello Saúde, assinala que a emissão foi colocada "numa semana de grande volatilidade e enorme turbulência nos mercados, com a situação na Grécia e as eleições no Reino Unido, e em que se começou a desenhar uma subida das taxas de médio prazo com uma subida efectiva em toda a Europa".

 

"Estamos muito satisfeitos com esta emissão, que superou em muito a oferta, e na qual mais de 10% do investimento é estrangeiro, vindo de Espanha, Suíça e Reino Unido", acrescenta.

Ver comentários
Saber mais José de Mello Saúde CMVM Euronext Lisbon
Outras Notícias