Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

JP Morgan atribui potencial de 8% às acções da Sonae SGPS

A JP Morgan aumentou o preço-alvo para as acções da Sonae SGPS em 3,2% para 2,22 euros depois da empresa liderada por Paulo Azevedo ter apresentado resultados trimestrais "globalmente positivos".

Maria João Soares mjsoares@negocios.pt 04 de Dezembro de 2007 às 11:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A JP Morgan aumentou o preço-alvo para as acções da Sonae SGPS em 3,2% para 2,22 euros depois da empresa liderada por Paulo Azevedo ter apresentado resultados trimestrais "globalmente positivos".

A casa de investimento aumentou o preço-alvo para as acções da Sonae SGPS de 2,15 para 2,22 euros, o que representa um potencial de valorização de 8,2% face à cotação de fecho de ontem. E manteve a recomendação de "overweight"

A JP Morgan refere que os resultados das divisões da Sonae "foram um pouco desapontantes, com um notável abrandamento do retalho alimentar" mas que a gestão apontou para uma recuperação encorajadora depois do terceiro trimestre na comparação homóloga.

"Assim, no balanço, vemos os resultados como globalmente positivos", refere a equipa de research do banco norte-americano.

A casa de investimento justifica o aumento da avaliação com a aplicação de um múltiplo mais elevado ao negócio de retalho alimentar, em linha com o sector na Europa.

"Alteramos as estimativas para os ganhos por acção predominantemente para reflectir o modo como os lucros de propriedade são consolidados", acrescentam na análise divulgada hoje.

As acções da Sonae [son] seguem a descer 0,98% para os 2,03 euros.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias