Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

JPMorgan com participação qualificada na Jerónimo Martins  

O JPMorgan passou a deter uma participação qualificada na Jerónimo Martins, após a aquisição de direitos de voto.

Ao que tudo indica, vamos registar um ano em que as principais economias se livraram de problemas e que se traduz no melhor período de crescimento de lucros desde 2011, tendência que deverá continuar em 2018. Reconhecemos que a expansão, neste momento, se encontra numa fase de bastante maturidade, mas a conjuntura em termos políticos e de inflação indica que o crescimento ainda nos poderá surpreender com a sua persistência, o que, na nossa opinião, justifica a manutenção de uma tendência pró-risco nas carteiras para o Ano Novo.
Reuters
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 03 de Junho de 2019 às 18:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O banco norte-americano JPMorgan passou a deter mais de 2% do capital social da portuguesa Jerónimo Martins no dia 30 de maio.

O JPMorgan detém agora uma participação qualificada de 2,01%, informa a Jerónimo Martins no comunicado publicado esta segunda-feira, 3 de junho, no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Na mesma comunicação, a retalhista avança que uma das entidades do grupo, o JPMorgan Asset Management Holdings, passou a deter 12.659.280 direitos de voto, o que lhe permitiu ultrapassar a fasquia de 2% a partir da qual a participação é considerada qualificada.

A Jerónimo Martins fechou a sessão desta segunda-feira, 3 de junho, com uma subida de 0,70% para os 13,72 euros. A retalhista conta com uma valorização de 32,69% desde o início do ano, depois de ter terminado o ano passado com um saldo negativo de 36,15%.

Ver comentários
Saber mais JPMorgan Asset Management Holdings CMVM Jerónimo Martins Comissão do Mercado de Valores Mobiliários economia negócios e finanças bens de consumo retalho
Mais lidas
Outras Notícias