Bolsa JPMorgan: É desta que as bolsas europeias vão atingir máximos históricos  

JPMorgan: É desta que as bolsas europeias vão atingir máximos históricos  

O banco de investimento estima que o Stoxx600 vai superar os máximos históricos de 2015 e permanecer acima dos 400 pontos de forma sustentada.
Negócios com Bloomberg 29 de janeiro de 2018 às 18:23

As bolsas norte-americanas atingiram máximos históricos consecutivos ao longo de 2017 e este ano continuam a bater recordes em muitas sessões. Nas praças europeias a tendência também tem sido de alta, mas longe do fulgor de Wall Street.

 

O Stoxx600, que é um dos principais índices europeus (engloba as 600 maiores cotadas da região), já atingiu este ano máximos desde 2015, mas tem falhado em fixar os valores mais elevados de sempre (415,18 pontos em 15 de Abril de 2015).

 

Como nota a Bloomberg, durante três períodos o Stoxx600 esteve a transaccionar acima dos 400 pontos, mas nunca lá aguentou muito tempo. Aconteceu em 2000, antes de rebentar a bolha das "dotcom", em 2007, antes de rebentar a crise financeira global e também em 2015.

 

Actualmente o índice tem negociado acima dos 400 pontos (este mês já fechou acima deste patamar por cinco sessões). E o JPMorgan acredita que é desta que o Stoxx600 vai conseguir superar de forma sustentada e prolongada este patamar, atingindo assim máximos históricos.

 

Numa nota de "research" citada pela Bloomberg, o banco de investimento estima que o máximo histórico seja fixado este ano, sendo que para tal será necessário que os resultados das empresas cumpram as expectativas optimistas.

 

O banco assinala que a fraca rentabilidade das cotadas europeias tem pesado de forma negativa na evolução das bolsas europeias no actual ciclo de alta. Mas agora a expectativa aponta para que as empresas consigam apresentar resultados acima do esperado pelo segundo ano consecutivo.

 

O Stoxx600 fechou hoje a 0,19% para 399,8 pontos, acumulando uma valorização de 2,73% em 2018. Para atingir máximos históricos, terá que subir 3,85% face aos níveis actuais. Em 2017 o índice avançou mais de 7%, depois de em 2016 ter colocado ponto final numa série de quatro anos a ganhar.

 

Os analistas do JPMorgan acrescentam que a avaliação do Stoxx600 "não está exigente", sendo que o PER (rácio que mede a relação entre cotação e lucros por acção) do índice está actualmente abaixo do registado nos três períodos em que superou os 400 pontos (2000, 2007 e 2015).

 

O banco acredita que o desempenho do mercado obrigacionista vai ser chave para o comportamento das acções, sendo que a variação do euro também será determinante, pois uma moeda europeia forte pode limitar a valorização do Stoxx600. Será por este factor que o JPMorgan aconselha as cotadas mais expostas às economias domésticas, em detrimento das exportadoras.

Stoxx600 não tem conseguido aguentar-se acima dos 400 pontos:

 

       




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Ciifrão 30.01.2018

No início do ano passado diferentes analistas previam descida das bolsas, este ano, depois do redundante engano, tentam emendar a mão ... ou apenas servir interesse próprios, convencer o povo a comprar o que têm para vender.

Então quer dizer que... 30.01.2018

...a JPMorgan vai comprar em força as ações europeias!...Não? Tá quieto!

Johnny 30.01.2018

Aproveitem os últimos otarios para entrar que quando os juros começarem a subir as bolsas vai ser sempre a tombar !
NÃO VENHAM É DEPOIS PEDIR A MAMA DO ESTADO PARA VOS INDEMNIZAR !

François 30.01.2018

Máximos históricos? NOTA-SE..... que criatura inteligente - inteligência de galinha.

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub