Mercados Juncker garante que Trump não vai impor tarifas sobre automóveis europeus

Juncker garante que Trump não vai impor tarifas sobre automóveis europeus

O líder da Comissão Europeia disse que o presidente dos Estados Unidos não vai anunciar nenhuma imposição de tarifas sobre o setor automóvel, na próxima semana.
Juncker garante que Trump não vai impor tarifas sobre automóveis europeus
Reuters
Gonçalo Almeida 08 de novembro de 2019 às 18:10
Os Estados Unidos não vão anunciar nenhuma imposição de tarifas sobre as fabricantes automóveis europeias, garantiu o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, nesta sexta-feira, numa entrevista dada ao jornal alemão Sueddeutsche Zeitung. Esta afirmação surge uma semana antes de Donald Trump, presidente dos EUA, anunciar publicamente se vai ou não aplicar novas tarifas sobre o setor europeu. 

Trump tem até dia 13 de novembro, próxima quarta-feira, para decidir se vai ou não aplicar qualquer tipo de tarifa sobre importações de automóveis ou peças fabricadas na Europa, depois de ter argumentando em maio que as importações norte-americanas de automóveis europeus representavam uma ameaça para a segurança nacional do país.

"Trump vai irritar-se um pouco, mas não vão existir tarifas sobre automóveis", disse Juncker ao jornal alemão. A relação comercial entre os EUA e a União Europeia tem ficado mais tensa a partir do momento em que Trump assumiu a presidência do país e acabou com uma negociação com a Europa que a antiga administração da Casa Branca estava a conduzir. 

No final do ano passado, Trump anunciou tarifas sobre o aço e o alumínio da Europa. Como resposta, a União Europeia retaliou uns meses depois com tarifas em cerca de 2,8 mil milhões de dólares em produtos importados dos Estados Unidos.

Em outubro deste ano, a Organização Mundial do Comércio (OMC) autorizou os EUA a imporem tarifas alfandegárias no valor de 8 mil milhões de dólares (7,27 mil milhões de euros) a produtos importados da União Europeia, devido aos apoios ilegais à construtora aeronáutica Airbus.

Na passada segunda-feira, o secretário do Comércio dos EUA Wilbur Ross tinha dito que poderia não ser necessário taxar as empresas fabricantes de automóveis europeias. Os comentários do membro da Casa Branca levaram o
 índice Stoxx 600 para o setor automóvel e fabricantes de peças, que reúne as maiores cotadas da região nessa área, a máximos de meio ano.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI