Mercados Juros da dívida portuguesa em mínimos históricos e spread recua para níveis de 2010

Juros da dívida portuguesa em mínimos históricos e spread recua para níveis de 2010

As taxas de juro implícitas nas obrigações portuguesas estão em queda, com o prazo a 10 anos a renovar mínimos históricos. Já o prémio face à dívida alemã está em níveis de Maio de 2010, mês marcado pelo pedido de ajuda grego.
Juros da dívida portuguesa em mínimos históricos e spread recua para níveis de 2010
Sara Antunes 20 de fevereiro de 2015 às 10:28

As taxas de juro implícitas nas obrigações portuguesas continuam em queda, renovando mínimos históricos na maturidade a 10 anos, no mercado secundário. A "yield" neste prazo cai 3,4 pontos base para 2,225%, o que corresponde ao valor mais baixo de sempre.

 

A tendência é de queda na generalidade dos prazos. A cinco anos a queda é de 3,7 pontos para 1,298% e a três anos é de 1,1 pontos para 0,643%.

 

As taxas de juro de Portugal estão em queda, contrariando a evolução das "bunds" alemãs, que registam uma subida ligeira, o que leva a que o "spread", ou prémio, face à dívida da Alemanha recue para 114,6 pontos base, o que corresponde ao nível mais baixo desde Maio de 2010, mês marcado pelo pedido de ajuda externa da Grécia.

 

Esta semana foi ainda marcada pelo regresso de Portugal ao mercado tendo colocado 1.250 milhões de euros em dívida de curto prazo. Portugal pagou a taxa mais baixa de sempre em leilão de dívida a 12 meses.

 

As taxas de juro portuguesas seguem assim a mesma tendência das dos congéneres europeus. Grécia, Espanha e Itália estão entre os países que vêem as suas taxas de juro associadas à dívida cair no mercado secundário. Isto no dia em que as negociações entre Atenas e os restantes países europeus continuam, com alguns países a terem já tomado posições que indicam que as negociações desta sexta-feira, no Eurogrupo extraordinário, não vão ser fáceis.

 

O Eurogrupo só começa às 14h00, hora de Lisboa, mas já começam a circular várias informações, nomeadamente que a Grécia pode pedir a realização de uma Cimeira Europeia – encontro de líderes europeus - caso não se consiga chegar a um acordo no Eurogrupo – reunião de ministros das Finanças da Zona Euro.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI