Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juros da dívida portuguesa em queda na maioria dos prazos

As "yields" das obrigações do Tesouro portuguesas seguem em queda, na maioria dos prazos, prolongando o desempenho de ontem.

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 05 de Julho de 2011 às 09:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Os juros da dívida pública portuguesa estão, assim, em queda após a União Europeia ter aprovado, no passado fim-de-semana, a sua parte da quinta tranche do empréstimo internacional à Grécia. Os ministros das Finanças do Eurogrupo autorizaram, no domingo, a libertação da quinta tranche do resgate grego, no valor de 8,7 mil milhões de euros.

Este acordo já era esperado desde que o parlamento grego ter aprovado, na semana passada, um novo pacote de austeridade. Contudo, a sua aprovação trouxe algum alívio aos mercados, diminuindo os receios de que o país entre em incumprimento.

Segundo as taxas genéricas da Bloomberg, os juros das obrigações a três, quatro, a 10 e 15 anos, estão a subir. Nos restantes prazos a tendência é de queda.

A três anos, a “yield” sobe 1,6 pontos base para os 14,078%, enquanto a quatro anos soma 1,7 pontos para os 12,152%. Na maturidade a 10 anos, os juros continuam abaixo dos 11%, apesar de subirem 5,4 pontos base para os 10,964%. A 15 anos, a “yield” das obrigações sobe 0,2 pontos base para os 10,797%.

Nos restantes prazos, os juros da dívida pública seguem a recuar. As quedas mais expressivas são sentidas nos prazos a dois e seis anos. No primeiro caso, recua 21,6 pontos base para os 12,797%, enquanto na maturidade a seis anos, a descida é de 15,5 pontos base para os 12,558%. Já a cinco anos, os juros perdem 4,1 pontos base para os 12,950%.

Ver comentários
Saber mais Juros dívida pública Grécia obrigações do Tesouro
Outras Notícias