Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juros de Portugal continuam a subir enquanto as taxas alemãs recuam para mínimos de oito meses

A crise na Zona Euro continua a penalizar essencialmente os países da periferia, que vêem as taxas implícitas nas obrigações a subirem. Já na Alemanha, o comportamento é oposto, com os juros a recuarem para mínimos de oito meses.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 28 de Março de 2013 às 10:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

As “yields” das obrigações portuguesas sobem 4,6 pontos base para 3,082%, no prazo a dois anos, ganham 5,7 pontos para 5,105% a cinco anos e 5,7 pontos para 6,429% a 10 anos. Este comportamento está a ser partilhado pela generalidade dos mercados periféricos.

 

Em Espanha as subidas variam entre 5,8 pontos, no prazo a 10 anos e 9,5 pontos, nas obrigações com maturidade a cinco anos. Em Itália as subidas são mais moderadas, sendo em todos os prazos inferiores a 1 ponto base.

 

Nos últimos dias os juros implícitos nas obrigações soberanas têm subido a reflectir os receios dos investidores em relação à Europa. Receios que se intensificaram com a solução que a Europa encontrou para resgatar a banca cipriota. O país vai impor perdas que podem ascender a 40% para os depósitos superiores a 100 mil euros. Os receios de que esta solução possa ser implementada noutros países tem penalizado a negociação bolsista e obrigacionista de alguns Estados europeus, com especial destaque para os periféricos.

 

A pressionar a Europa está também o impasse em Itália. Na quarta-feira, 27 de Março, foi noticiado que Pier Luigi Bersani, que foi incumbido pelo Presidente italiano de tentar chegar a um acordo que permita uma coligação maioritária, não está a conseguir ter sucesso nas negociações, com o antigo comediante Beppe Grillo a reiterar que não aceita apoiar Bersani.

 

Neste contexto de incerteza, os investidores tendem a tentar refugiar-se em activos considerados mais seguros. E as obrigações alemãs (bunds) estão entre esses activos.

 

Desta forma, os juros das bunds a 10 anos descem e negoceiam em mínimos de 3 de Agosto, ao tocarem nos 1,249%.

Ver comentários
Saber mais Portugal juros obrigações yields
Mais lidas
Outras Notícias