Trading Juventus afunda mais de 20%. Ajax dispara para máximos históricos

Juventus afunda mais de 20%. Ajax dispara para máximos históricos

As ações da Juventus estão a ceder quase 22%, enquanto os títulos do Ajax estão a disparar para o valor mais elevado desde que estão em bolsa (1998). Em causa está o resultado de ontem da segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, que ditou a derrota do clube de Cristiano Ronaldo e consequente eliminação da Liga Milionária.
Sara Antunes 17 de abril de 2019 às 08:30

As ações da Juventus chegaram a perder quase um quarto do seu valor, ao cederem um máximo de 24,44% para 1,275 euros, seguindo agora a afundar 21,81% para 1,3195 euros. Já o Ajax disparou mais de 10% para um novo máximo histórico. As ações da equipa holandesa sobem 9,33% para 18,75 euros, tendo tocado nos 19,10 euros, uma cotação nunca antes atingida (o Ajax estreou-se em bolsa em 1998). 

 

O desempenho das ações surge depois de a equipa holandesa ter derrotado, e eliminado, a Juventus da Liga dos Campeões.

 

Na noite de terça-feira, 16 de abril, a Juventus recebeu o Ajax em casa, tendo sido a primeira equipa a marcar, o que colocava a equipa italiana na frente do marcador, já que o jogo na Holanda 1-1.

 

Cristiano Ronaldo marcou aos 28 minutos, mas minutos mais tarde o Ajax empatou o jogo. Já na segunda parte a equipa holandesa marcou um segundo golo, deixando o resultado acumulado das dois jogos em 3-2.

 

Assim, a Juventus, que traçou como um dos seus claros objetivos para esta temporada a vitória da Liga dos Campeões, viu-se afastada da competição.

 

O Ajax segue na prova, cuja passagem para as meias-finais garante aos clubes um encaixe de 12,5 milhões de euros. Já a vitória da Liga Milionária implica um prémio de 19 milhões de euros.

 

O outro jogo disputado na terça-feira colocou Manchester United frente ao Barcelona, com a equipa de Lionel Messi a sair vitoriosa. Estes dois clubes não estão cotados em bolsa.


Esta quarta-feira, Futebol Clube do Porto entra em campo para defrontar o Liverpool, na segunda mão dos quartos-de-final. A equipa comandada por Sérgio Conceição vai receber a equipa britânica, em desvantagem, depois de ter perdido em Liverpool por 2-0.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI