Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Laginha de Sousa: O que aconteceu no BES "foi profundamente negativo para o mercado"

O presidente da Euronext Lisbon acredita que os casos BES, GES e PT "são incontornáveis na história de 2014" e "profundamente negativos para o mercado".

Miguel Baltazar/Negócios
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

Na apresentação que antecedeu a entrega dos Euronext Lisbon Awards, Luís Laginha de Sousa falou daquele que considera ser o "elefante na sala" em 2014: "as implicações que o caso GES/BES e PT tiveram".

 

São acontecimentos "incontornáveis na história de 2014". "É algo que aconteceu e é algo que não devia ter acontecido. E é profundamente negativo para o mercado", resumiu o presidente da gestora da bolsa de Lisboa.

 

Perante estes acontecimentos, "é preciso agir para recuperar a confiança dos investidores" e "fazer com que os erros não se repitam", adiantou.

 

Mas Luís Laginha de Sousa destacou também os casos de sucesso, nomeadamente a oferta pública inicial (IPO) e as quatro ofertas públicas de aquisição (OPA) lançadas sobre a Espírito Santo Saúde.

 

"Num momento em que o país estava sob assistência financeira, uma empresa cotada em Portugal conseguiu atrair investidores estrangeiros e maximizar valor", adiantou Luís Laginha de Sousa que estendeu "a mesma leitura para os CTT". "Quando há oferta, a procura aparece", concluiu Luís Laginha de Sousa.

Ver comentários
Saber mais Euronext Lisbon Awards Luís Laginha de Sousa GES BES PT IPO Espírito Santo Saúde
Outras Notícias