Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Maior ajuda a quem está prestes a perder a casa alivia perdas em Wall Street

PIB pressionou a tendência das bolsas norte-americanas, mas regras mais flexíveis para a banca ajudar quem tem crédito à habitação e está em apuros contrariaram o pessimismo.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 27 de Janeiro de 2012 às 21:28
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As bolsas norte-americanas encerraram a última sessão da semana em terreno misto. O Dow Jones e o Standard & Poor’s 500 não conseguiram fechar em território positivo, mas cederam grande parte das perdas. O Nasdaq, por seu lado, terminou a subir. Foi a quarta semana consecutiva de valorizações do índice tecnológico.

As praças do outro lado do Atlântico tinham aberto a sessão em terreno negativo, pressionadas pelos dados sobre a economia norte-americana no quarto trimestre. O PIB dos EUA cresceu menos do que o esperado, ao registar uma expansão de 2,8% em ritmo anual, depois de uma subida de 1,8% no trimestre anterior, anunciou o Departamento norte-americano do Comércio. Os economistas previam um crescimento de 3%.

No entanto, perto do final da sessão, os mercados accionistas norte-americanos começaram a reduzir as perdas, depois de a Administração Obama ter anunciado uma flexibilização das regras para o programa de alteração das condições dos empréstimos hipotecários (HAMP – Home Affordable Modification Program).

O governo anunciou hoje que vai estender pelo ano de 2013 este programa de prevenção de execuções hipotecárias, que visa tentar ajudar as pessoas altamente endividadas a não perderem as suas casas, refere a “Fox News”.

A Administração Obama sublinhou que triplicará os incentivos financeiros às instituições financeiras de concessão de crédito para reduzirem o montante das hipotecas de quem está em risco de perder a sua habitação.

Além disso, a animar os investidores esteve também a expectativa de que a Grécia está prestes a chegar a acordo com os seus credores privados relativamente aos termos da troca de dívida.

O índice industrial Dow Jones fechou a ceder 0,58%, fixando-se nos 12.660,46 pontos, enquanto o S&P 500 recuou 0,16% para se estabelecer nos 1.316,32 pontos.

O índice tecnológico Nasdaq, por seu lado, somou 0,40% a negociar nos 2.816,55 pontos. Isto no dia em que o "The Wall Street Journal" avançou que a rede social Facebook poderá apresentar já na próxima quarta-feira o prospecto para entrar na bolsa.

Apesar de dois dos três principais índices bolsistas terem encerrado em baixa, a banca esteve em destaque pela positiva devido ao anúncio de Obama.

O Wells Fargo e o Regions Financial Corp subiram em torno de 2%, liderando os ganhos no sector.

Em contrapartida, a Ford Motor cedeu terreno, depois de anunciar que as operações fora dos EUA penalizaram os seus lucros.

A Chevron também terminou no vermelho, após divulgar a sua maior queda dos lucros em dois anos.
Ver comentários
Saber mais Wall Street Nasdaq S&P Dow Jones bolsas EUA
Outras Notícias