Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Martifer dispara quase 15% com acidente no Japão

Empresas de energias renováveis estão em alta na bolsa, contrariando a tendência da generalidade das cotadas. Investidores estão a privilegiar as “energias verdes” perante o risco iminente de um desastre nuclear no Japão. A Martifer dispara quase 15%

Paulo Moutinho 15 de Março de 2011 às 09:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O índice que agrega as maiores empresas de energias renováveis, o Bloomberg World Energy – Alternative Sources, apresenta um ganho de 0,5%, beneficiando das subidas de cotadas como a EDP Energies Nouvelles, a Enel e também a EDP Renováveis.

A empresa liderada por Ana Maria Fernandes segue em alta de 1,19%, para 4,85 euros, na bolsa de Lisboa, mas é a Martifer quem está a ser mais beneficiada. As acções da empresa de Oliveira de Frades estão a disparar 11,59% para 1,54 euros. Chegou a subir 14,49%. Contactada, a empresa não quis comentar.

A situação no Japão, onde o incêndio na central de Fukushima libertou radioactividade para a atmosfera, explica esta subida dos títulos das energias renováveis. “Está a ter impacto nas renováveis como um todo e poderá está a beneficiar a Martifer”, disse António Seladas, responsável pelo “research” do Millennium IB ao Negócios.

O especialista, que lembra que a empresa tem exposição a este sector através de parques eólicos, conclui afirmando que “o Japão está a fazer mais pelas renováveis do que qualquer incentivo fiscal ou alteração à legislação que seja feita nos EUA”.

Ver comentários
Saber mais renováveis Martifer Japão nuclear
Mais lidas
Outras Notícias