Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Matérias-primas pressionam Ásia

As acções asiáticas descem, levando o MSCI Ásia Pacifico a registar a maior queda em três semanas, ao acompanhar a descida dos preços das matérias-primas, que desceram ontem.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 27 de Outubro de 2009 às 07:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As acções asiáticas descem, levando o MSCI Ásia – Pacifico a registar a maior queda em três semanas, ao acompanhar a descida dos preços das matérias-primas, que desceram ontem.

O MSCI Ásia – Pacifico caiu 1,5% para 118 pontos, preparando-se para registar a maior descida desde 2 de Outubro, no encerramento dos mercados asiáticos. O índice de referência subiu 32% este ano e prepara-se para registar a maior subida anual do ano. As acções que o constituem valem, em média, 23 vezes os resultados estimados para este ano.

“Estamos num ponto de viragem”, disse a gestora de fundos da Pengana Capital, Diane Lin, à Bloomberg. “As medidas de estímulo ajudaram em retirar as economias da recessão, mas os mercados têm tomado por garantido que isto vai continuar”, acrescentou.

O crude para entrega em Dezembro desceu 2,3% para 78,68 dólares por barril, ontem em Nova Iorque e foi a maior queda desde 24 de Setembro. Os futuros de cobre desceram 0,8%, depois de negociarem aos valores mais altos dos últimos 13 meses.

Em Tóquio, o Nikkei recua 1,45% para 10.212,46 pontos e o Topix desce 1,67% para 895,48 pontos. Os bancos comerciais Aiful e o Promise desceram mais de 4% após um grupo do sector da banca ter dito que cerca de 50% dos clientes da banca podem ver pedidos adicionais de crédito, rejeitados.

O australiano S&P/ASX 200 recuou 1,6% e o Kospi desceu 0,7% em Seul .

O Baidu, que opera o maior motor de busca do país, desceu 13% ao negociar em Nova Iorque, após o encerramento do mercado, depois de prever receitas relativas ao quarto trimestre, abaixo das estimativas dos analistas.

Ver comentários
Outras Notícias