Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ministério público dos EUA prende quatro pessoas por "insider trading" na Dell

Os EUA estão a acusar um grupo de ter levado a cabo um esquema de negociação de acções com base em informação privilegiada cuaja "magnitude" é quase tão grande como a que foi provada no caso que envolveu o Galleon Group

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 19 de Janeiro de 2012 às 13:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O esquema de negociação de acções com base em informação privilegiada era feito por uma “clube criminoso” de sete pessoas e permitiu obter ganhos de 62 milhões de dólares (48,5 milhões de euros) na negociação de acções da Dell.

Anthony Chiasson, co-fundador do Level Global Investors, é um dos quatro membros do grupo que foram presos e conseguiu um ganho de 53 milhões de dólares para si e o seu fundo de investimento numa só operação, segundo acusação do procurador de Mahattan, Preet Bharara. O mesmo procurador que prendeu Raj Rajaratnam, líder do fundo Galleon Group, no ano passado, também por “insider trading”.

As acusações “pintam um retrato impressionante de corrupção organizada em grande escala”, disse Bharara numa conferência de imprensa citada pela Bloomberg. “Descreve um circulo de amigos que essencialmente formava um clube criminoso, cujo propósito era o lucro e cujos membros, frequentemente tinham acesso a informação privilegiada lucrativa”, disse.

A acusação envolve cinco “hedge funds” e firmas de investimento, segundo disse a responsável do FBI em Nova Iorque, Janice Fedarcyk, à Bloomberg. O gestor de fundos do Diamonback Capital Management, Todd Newman, o analista Jon Horvath e Danny Kuo, gestor do Whittier Trust, também foram presos.

Ver comentários
Saber mais Gelleon Bharara Rajaratnam inside insider trading insider trading Wall Street bolsa acções
Mais lidas
Outras Notícias