Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Moody’s revê em baixa «rating» da dívida da PT

A casa de notação financeira Moody’s Investors Service reviu em baixa o «rating» da dívida da Portugal Telecom (PT) para «Baa2» de «Baa1».

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 03 de Agosto de 2006 às 19:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A casa de notação financeira Moody’s Investors Service reviu em baixa o «rating» da dívida da Portugal Telecom (PT) para «Baa2» de «Baa1».

A revisão em baixa do «rating» da dívida da operadora de telecomunicações surge no dia em que a PT anunciou medidas defensivas contra a oferta pública de aquisição (OPA) lançada pela Sonaecom, que incluem o «spin off» da PT Multimédia e o aumento da remuneração dos accionistas de 3 para 3,5 mil milhões de euros para o período entre 2006 e 2008.

A Moody’s considera que a revisão «reflecte o facto de que mesmo o cenário mais favorável para os obrigacionistas, e assumindo que a PT continua independente, os rácios de protecção de dívida já não devem ser compatíveis com um ‘rating’ ‘Baa1’ devido à política de aumento da remuneração aos accionistas».

Ainda a contribuir para esta alteração está: o «spin off» da PT Multimédia, a «expectativa de um desempenho operacional mais fraco do grupo PT e a subsidiária brasileira Vivo», acrescenta a casa de notação numa nota de «research» emitida hoje.

A Moody’s estima que o rácio da dívida sobre o EBITDA «vá ser cerca de 3 vezes em 2007».

A PT na apresentação das medidas admitiu que se o plano hoje apresentado vingar a dívida líquida irá subir de 3,6 para 4,8 mil milhões de euros, e o rácio de EBITDA subirá de 1,51 vezes para 2,05 vezes, um nível que a empresa ainda considera satisfatório.

Os cálculos da Moddy’s para o rácio consideram que «as receitas não vão crescer e as margens vão estar sob pressão – dado o ambiente competitivo, a fraca procura em Portugal e a erosão da quota de mercado no Brasil».

Ver comentários
Outras Notícias