Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mota-Engil e BES caem mais de 3% e levam bolsa a encerrar no vermelho

O principal índice da praça de Lisboa encerrou a sessão em terreno negativo e acompanhou o sentimento dos principais índices bolsistas do Velho Continente.

Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 07 de Abril de 2014 às 16:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • 53
  • ...

O PSI-20 encerrou em terreno negativo, perdendo 0,74% para os 7.614,14 pontos, com 13 empresas em terreno negativo, cinco cotadas em alta e duas inalteradas.

 

No resto da Europa, o sentimento foi igualmente negativo. O germânico DAX é o índice que mais perde, desvalorizando 1,90% e o índice grego o que regista uma queda menos pronunciada, deslizando 0,58%.

 

A penalizar a evolução dos principais índices bolsistas europeus está a evolução dos títulos ligados às tecnologias. "Parece haver tomada de mais-valias" no sector das tecnologias, afirmou à Bloomberg Heinz-Gerd Sonneschein, estratega do Deutsche Postbank, realçando que a época de apresentação de resultados começa esta terça-feira, 8 de Abril, nos Estados Unidos, com a Alcoa.

 

A marcar esta segunda-feira nos mercados esteve também a confirmação da fusão entre a Lafarge e a Holcim. Os conselhos de administração das duas empresas já aprovaram a fusão, uma operação que vai criar a maior cimenteira do mundo, com vendas de 32 mil milhões de euros. A operação deve ficar concluída em 2015.

 

Por cá, a pressionar esteve a Mota-Engil que caiu 3,39% para 5,412 euros. Ainda no sector da construção, a Teixeira Duarte cedeu 0,88% para 1,12 euros.

 

A penalizar o comportamento do principal índice da praça de Lisboa esteve ainda o BES, que perdeu 3,24% para 1,402 euros. O BCP acompanhou esta tendência, tendo encerrado a cair 1,91% para 0,231 euros.

 

Por outro lado, o BPI avançou 0,35% para 1,981 euros. Durante o fim-de-semana foi noticiado que Isabel dos Santos vai reforçar a administração do BPI. A Santoro, “holding” da empresária angolana Isabel dos Santos, vai passar a ter dois representantes no Conselho de Administração do Banco BPI. Mário Leite da Silva, eleito em 2009, era até agora o único representante da empresa angolana na gestão o Banco BPI, mas a lista que os accionistas vão votar na assembleia geral convocada para 23 de Abril contém mais um representante da Santoro.

 

O Banif encerrou inalterado nos 0,0122 euros.

 

Nas telecomunicações, a sessão foi mista com a Zon Optimus a cair 1,41% para 5,365 euros e a Portugal Telecom  a somar 0,84% para 3,227 euros.

 

Também no retalho, o sentimento foi misto, com a Jerónimo Martins a somar 0,21% para 12,055 euros e a Sonae perdeu 1% para 1,39 euros.

 

Na energia, a Galp Energia subiu 0,36% para 12,715 euros. Esta manhã, o Barclays emitiu uma nota de análise na qual reitera a avaliação que faz das acções da Galp Energia depois de concretizada a venda da participação da italiana Eni. A recomendação atribuída é de “overweight”, o que indica que a empresa irá superar o desempenho do sector, de acordo com as perspectivas do banco.

 

Os títulos da petrolífera liderada por Ferreira de Oliveira (na foto) mantêm o preço-alvo de 17 euros, o que atribui um potencial de valorização de 35% face aos 12,62 euros a que seguem a negociar esta segunda-feira na Bolsa de Lisboa (quebra de 0,39%).

 

A EDP cresceu 1,03% para 3,248 euros e a EDP Renováveis perdeu 0,53% para 4,856 euros.

 

E, por fim, no papel, a Altri perde 1,91% para 2,562 euros, a Portucel desvalorizou 1,45% para 3,34 euros e a Semapa, em dia de regresso ao mercado obrigacionista, cedeu 1,05% para 10,40 euros.

 

A Semapa foi hoje ao mercado com uma emissão de obrigações no valor de 100 milhões de euros. Estes títulos oferecem uma taxa bem mais baixa do que a praticada em anteriores operações do género, sendo que parte da remuneração é variável. Quem investir vai receber durante cinco anos 3,25% mais a Euribor a seis meses.

 

(notícia actualizada às17h01)

Ver comentários
Saber mais bolsa PSI-20 banca Euronext
Outras Notícias