Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Na revisão trimestral, PSI-20 mantém-se com 18 cotadas

A Euronext Lisbon revelou o resultado da revisão trimestral do índice de referência da bolsa portuguesa. Depois das trocas, e da entrada do Montepio, na revisão anual, desta vez não há alterações.

Miguel Baltazar/Negócios
Paulo Moutinho 08 de Junho de 2016 às 17:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O PSI-20 está com 18 cotadas e assim irá manter-se durante os próximos três meses, de acordo com a revisão trimestral revelada pela Euronext Lisbon. Não há qualquer alteração na composição, ficando com duas empresas a menos do que o que deveria. A presidente da bolsa admite que o índice "está algo enfraquecido".


A Euronext Lisbon revela, em comunicado, que no âmbito "revisão trimestral do índice PSI-20, não há alterações na lista de constituintes". Esta é a revisão de Junho, havendo outra trimestral em Setembro e Dezembro sendo a anual em Março.


O índice de referência nacional continuará assim com as 18 cotadas actuais, número que alcançou na revisão anual feita em Março. Nessa data, a Euronext anunciou que a Corticeira Amorim e a Sonae Capital passaram a estar na principal "montra" da praça portuguesa, sendo que a estas duas cotadas juntou-se ainda o Montepio.


Impresa e Teixeira Duarte saíram do PSI-20 que estava, à data, com 17 títulos após a saída do Banif. Entraram três cotadas
, sendo que no caso do banco liderado por Félix Morgado não são acções, mas sim unidades de participação de um fundo que foram vendidas no âmbito da capitalização da instituição.


O PSI-20 está com o número mínimo de títulos exigido pelas regras, sendo que para fazer jus ao nome faltam-lhe duas cotadas. "O PSI-20 [índice de referência] está algo enfraquecido", admitiu Maria João Carioca, a nova presidente da Euronext Lisbon, à margem dos Pan European Days em Nova Iorque.


A presidente da bolsa acredita que o principal índice do mercado nacional, composto por apenas 18 empresas, vive uma "lógica de ciclo" e que haverá tempo para se "recompor e dinamizar". Não acredita é que seja no imediato: "é um trabalho de longo prazo", diz.

Ver comentários
Saber mais bolsa Euronext Lisboa CGD presidente CEO revisão PSI-20 Montepio
Outras Notícias