Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Nokia e energéticas impulsionam bolsas europeias

As principais praças europeias valorizavam impulsionadas pela Nokia e pelo sector energético numa sessão em que o petróleo voltou a tocar máximos históricos. O Dow Jones Stoxx 50 subia 0,12% para os 3.555,58 pontos depois de ter renovado o valor mais elev

Paulo Moutinho 20 de Abril de 2006 às 12:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As principais praças europeias valorizavam impulsionadas pela Nokia e pelo sector energético numa sessão em que o petróleo voltou a tocar máximos históricos. O Dow Jones Stoxx 50 subia 0,12% para os 3.555,58 pontos depois de ter renovado o valor mais elevado desde Maio de 2002.

A Nokia era o título que mais contribuía para a tendência deste índice depois de ter anunciado lucros que superaram as estimativas dos analistas.

Os resultados líquidos da empresa ascenderam a 1,05 mil milhões de euros contra 863 milhões de euros de igual período do ano anterior quando os analistas consultados pela Bloomberg apontavam para 941 milhões de euros.

As vendas aumentaram para 9,51 mil milhões de euros o que compara com 7,4 mil milhões de euros registados no primeiro trimestre de 2005. As acções da Nokia dispararam 5,79% para máximos de mais de dois anos nos 18,44 euros depois da divulgação dos números.

As energéticas também impulsionavam os índices numa sessão em que os preços do petróleo voltam a tocar nos valores mais elevados de sempre, quer em Londres quer em Nova Iorque, depois de um carro ter explodido na Nigéria, numa altura em que os líderes rebeldes ameaçam atacar as plataformas petrolíferas.

O DAX sobe 0,34% para os 6.014,21 pontos com o contributo do ganho de 1,37% para os 94,30 euros da E.ON.

A subida da 0,71% para os 226,1 euros da Total impulsionava o CAC. O índice francês avançava 0,65% para os 5.191,65 pontos.

O britânico FTSE também era impulsionado por uma petrolífera, a BP, que valorizava 0,99% para os 711 pence. A Vodafone também contribuía para a tendência deste índice com ganhos de 0,78% para os 128,5 pence. O índice britânico somava 0,22% para os 6.103 pontos.

O IBEX apreciava 0,09% para os 11.730,10 pontos. A Iberdrola e a Telefónica subiam 0,42% para os 26,04 euros e 0,24% para os 12,70 euros, respectivamente.

Em Amesterdão, o AEX cotava nos 471,75 pontos a subir 0,62% impulsionado pela AKZO Nobel que disparou para máximos de quatro anos (mais de 8%) depois de ter anunciado que os seus lucros caíram menos do que o esperado.

Mais lidas
Outras Notícias