Bolsa Novabase regressa ao PSI-20. Ramada sai

Novabase regressa ao PSI-20. Ramada sai

A Euronext anunciou que no próximo dia 23 de março a Novabase vai substituir a Ramada no PSI-20.
Novabase regressa ao PSI-20. Ramada sai
DR
Negócios 11 de março de 2020 às 19:06

A Novabase vai regressar ao PSI-20 no próximo dia 23 de março, em substituição da Ramada, anunciou a Euronext esta quarta-feira.

Na sua revisão anual, a Euronext inverte assim a decisão tomada em março de 2018, quando a Ramada Investimentos e Indústria (ainda denominada F. Ramada, tendo "perdido o F" em julho desse ano) substituiu a tecnológica no índice de referência nacional.

 

A empresa liderada por João Nuno Bento (na foto) encerrou a sessão desta quarta-feira a ceder 5,32% para 2,85 euros, ao passo que a Ramada recuou 3,14% para 4,32 euros.

 

O principal índice da bolsa nacional vai continuar assim a ser composto por 18 títulos, em vez dos 20 como o nome indica, isto porque não há cotadas nacionais suficientes que preencham os requisitos impostos pela gestora da bolsa para integrarem o principal índice. Estes requisitos estão relacionados com a liquidez das cotadas, entre outras questões.

 

E as regras, no caso do PSI-20, obrigam a que o índice seja composto por um mínimo de 18 cotadas, pelo que, mesmo que não haja 18 cotadas a cumprir os critérios exigidos, este será o número de membros do principal índice nacional.

 

Em março ocorre a revisão anual do índice, mas a Euronext faz revisões trimestrais que servem para, por exemplo, substituir cotadas que entretanto saíram de bolsa ou para incluir cotadas que se estrearam recentemente no mercado de capitais. A primeira revisão trimestral ocorre em junho, seguindo-se setembro e finalmente dezembro.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI