Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Novabase contrata BIG para «market maker» das acções em bolsa

O Banco de Investimento Global (BIG) anunciou que se tornou «market maker» das acções da Novabase, depois de, recentemente, ter assinado um contrato semelhante de garantia de liquidez para as acções da Cofina.

Ricardo Domingos rdomingos1@gmail.com 02 de Novembro de 2004 às 20:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Banco de Investimento Global (BIG) anunciou que se tornou «market maker» das acções da Novabase, depois de, recentemente, ter assinado um contrato semelhante de garantia de liquidez para as acções da Cofina.

«Após o sucesso da actividade de market making das acções da Cofina, o BIG dá mais um passo na promoção da liquidez e eficiência do mercado accionista nacional ao tornar-se ‘market maker’ das acções da Novabase», refere o banco em comunicado.

A Novabase [nba] é a segunda empresa na Euronext Lisbon que passa a ter associado à sua negociação um «liquidity provider».

«O Banco de Investimento Global SA (BIG) assinou um contrato de liquidity provider com a Euronext Lisbon SA (Euronext Lisbon) sobre as acções da Novabase SGPS SA (Novabase) e paralelamente o BIG estabeleceu um acordo com a Novabase no âmbito da actividade de ‘liquidity provider’», acrescenta o comunicado.

O BIG acredita, de acordo com a mesma fonte, que, «sendo a liquidez um dos principais entraves com que os investidores se deparam na negociação de títulos nacionais, os contratos de liquidez poderão ter um contributo significativo para o desenvolvimento do mercado accionista português».

Por isso, o banco acredita que «irá contribuir para o aumento da visibilidade das acções da Novabase cotadas na Euronext Lisbon».

A actividade de market making passou a ser permitida no mercado nacional desde de Março de 2004, na sequência da integração da bolsa Portuguesa na Euronext.

A Cofina foi o primeiro título da Euronext Lisbon a ter iniciado este tipo de contrato e o volume médio diário triplicou durante o mês de Outubro face aos primeiros nove meses do ano.

As acções da Novabase subiram 1,7% para os 5,99 euros.

Outras Notícias