Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Optimismo na recuperação económica sustenta ganhos do petróleo

O petróleo mantém a tendência positiva registada ao longo da sessão, negociando acima dos 75 dólares por barril em Nova Iorque e dos 72 dólares em Londres. A impulsionar está o optimismo numa recuperação económica mundial e consequente aumento da procura pela matéria-prima.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 14 de Outubro de 2009 às 16:19
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
O petróleo mantém a tendência positiva registada ao longo da sessão, negociando acima dos 75 dólares por barril em Nova Iorque e dos 72 dólares em Londres. A impulsionar está o optimismo numa recuperação económica mundial e consequente aumento da procura pela matéria-prima.

O contrato de Novembro do West Texas Intermediate (WTI), “benchmark” para os EUA, ganha 1,15% no mercado nova-iorquino, para 75 dólares por barril, o valor mais alto desde 21 de Outubro do ano passado.

Em Londres, o contrato de Novembro do Brent do Mar do Norte, crude de referência para a Europa, avança 0,62%, para 72,85 dólares por barril.

O desempenho positivo das bolsas na sessão de hoje e a subida do euro face ao dólar estão a contribuir para a tendência do petróleo, que sobe há cinco sessões.

A moeda única europeia superou a fasquia dos 1,49 dólares pela primeira vez desde Agosto de 2008. Esta subida está relacionada com a aposta dos investidores em activos de maior risco, depois de divulgados resultados de empresas animadores.

Já as acções europeias negoceiam hoje em alta depois de a Intel ter previsto um valor de vendas para o final do ano, que fica acima das estimativas dos analistas, e de as exportações chinesas terem caído, em termos homólogos, ao ritmo mais lento dos últimos nove meses.

Também os índices norte-americanos registam ganhos animados pela apresentação de resultados do JPMorgan, com o banco a superar as estimativas dos analistas para o terceiro trimestre.

A revisão em alta, por parte da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) das previsões para a procura mundial de crude em 2010, divulgada ontem também está a ajudar ao movimento de valorização do “ouro negro”.

Ver comentários
Outras Notícias