Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Paulo Macedo: Descida das acções era "expectável" devido a arbitragem com direitos

Administrador do Banco Comercial Português comenta forte queda das acções do banco em bolsa, que fecharam o dia a perder 6,6%.

Alexandra Noronha anoronha@negocios.pt 30 de Maio de 2011 às 16:52
  • Partilhar artigo
  • 11
  • ...
Paulo Macedo, administrador do Banco Comercial Português, considera que a descida das acções do banco seria “expectável por causa da arbitragem entre direitos” e a negociação das acções.

O administrador do BCP falava aos jornalistas à margem da conferência “Portugal que futuro?”, quando instado a comentar o desempenho dos títulos na bolsa.

Sem se referir directamente à dimensão da queda, Paulo Macedo afirmou que a tendência negativa dos títulos era já “expectável”.

As acções do BCP fecharam a descer 6,6% para 0,467 euros, tendo ao longo da sessão atingido uma queda de mais de 8% para 0,457 euros, o valor mais baixo de sempre em bolsa.

O desempenho dos títulos foi pressionado pela queda acentuada dos direitos, que chegaram a afundar 40% para 0,009 euros.

À cotação de fecho (0,011 euros), as novas acções estão a ser avaliadas em 0,458 euros, o que ainda assim está abaixo da cotação das acções. è esta a operação de arbitragem a que Paulo Macedo se refere, pois como os direitos estão “mais baratos”, os investidores vendem as acções que estão mais caras.



Ver comentários
Saber mais BCP Direitos Paulo Macedo
Outras Notícias