Bolsa Perdas do grupo EDP penalizam PSI-20

Perdas do grupo EDP penalizam PSI-20

A bolsa nacional está a negociar em queda ligeira, numa manhã de indefinição na Europa. As perdas do grupo EDP estão a anular a subida de mais de 1% do BCP.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 16 de abril de 2018 às 08:35

A bolsa nacional está a negociar em queda esta segunda-feira, 16 de Abril, pela segunda sessão consecutiva, com o PSI-20 a deslizar 0,08% para 5.473,35 pontos. A variação do PSI-20 só foi conhecida cerca de 40 minutos após a abertura da sessão, devido a uma falha técnica na Euronext, que esteve a impedir o cálculo das variações dos índices. 

Na Europa, não há uma tendência definida, estando os principais índices divididos entre ganhos e perdas pouco acentuadas. Isto numa altura em que o mercado está a olhar para evolução da situação no Médio Oriente, nomeadamente o conflito na Síria e a relação entre o Ocidente e a Rússia, depois de os Estados Unidos, França e Reino Unido terem bombardeado alvos naquele país, no sábado, em resposta ao uso de armas químicas pelo regime de Assad. 

Em Lisboa, o grupo EDP é o que mais penaliza o PSI-20, com a casa-mãe a descer 0,69% para 3,154 euros e a EDP Renováveis a recuar 1,23% para 8,00 euros. 

Ainda na energia, a REN cai 0,08% para 2,55 euros e a Galp Energia perde 0,41% para 15,77 euros, acompanhando a desvalorização do petróleo nos mercados internacionais. 

A matéria-prima desce mais de 1,5%, tanto em Londres como em Nova Iorque, depois de, na sexta-feira, ter atingido o valor mais alto desde Dezembro de 2014. 

A contribuir para esta descida estão os dados que mostram eu o número de plataformas de perfuração em funcionamento nos Estados Unidos atingiu o nível mais alto em três anos, o que traz de volta as preocupações sobre o excesso de oferta no mercado.

A evitar uma maior queda do PSI-20 está, por outro lado, o BCP, que soma 1,21% para 28,34 cêntimos, assim como a Nos, que valoriza 0,90% para 4,92 euros. 

(Notícia actualizada às 09:02)