Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Perspectivas de crescimento impulsionam acções da Ásia e Pacífico

As acções asiáticas negoceiam em alta e renovam máximos de cinco meses, animadas pelos indicadores económicos australianos e uma previsão para a economia de Hong Kong.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 22 de Setembro de 2010 às 07:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O índice de referência MSCI Ásia – Pacífico ascende 0,6% para 125,73 pontos, com e prepara-se para encerrar no nível mais elevado desde 30 de Abril. As cotadas que integram este índice negoceiam, em média, a um preço equivalente a 14,3 vezes os seus resultados.

Ontem a Autoridade Monetária de Hong Kong disse que a cidade irá crescer a um ritmo “moderado” durante o resto do ano e manteve a taxa de juro de referência nos 0,5%. Isto, no mesmo dia em que a Reserva Federal norte-americana manteve os juros em mínimos históricos e disse que poderia restringir ainda menos o acesso à liquidez, para suportar a retoma da economia.

“O capital está a fluir para a Ásia, Austrália e Brasil perspectivas de continuação de crescimento suportado por forte procura doméstica”, disse o director geral da unidade de investimentos do Mitsui Asset Management, Naoteru Teraoka, à Bloomberg. “Esta tendência deverá continuar porque a recuperação económica dos países desenvolvidos como os Estados Unidos, ainda é fraca”.

Os índices japoneses perdem território, com a apreciação do iene a pressionar o sector da exportação automóvel, que compensa os ganhos do sector da construção. O Nikkei depreciou 0,37% para 9.566,32 pontos e o Topix desceu 0,40% para 846,52 pontos.

A Honda desvalorizou 1,57% para 2.953 ienes (334,66 euros), a acompanhar a subida da divisa nipónica, que avança para 84,90 ienes por dólar. A Mitsui Fudosan, maior construtora do Japão em termos de vendas, ganhou 1,66% para 1411 ienes, depois de o ritmo de desvalorização das propriedades no país, ter abrandado pela primeira vez desde 2007.

O australiano S&P/ASX 200 ganhou 0,2% e o Hang Seng de Hong Kong sobe 0,7%. Os mercados na China, Coreia do Sul e Taiwan (Ilha Formosa), encontram-se encerrados.

Ver comentários
Outras Notícias