Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo cai mais de 3% com redução da procura do Japão

Os receios em torno de um acidente nuclear no Japão estão a contrabalançar a escalada das tensões no Médio Oriente. Os preços do petróleo estão a perder mais de 3% nos mercados internacionais.

Andreia Major amajor@negocios.pt 15 de Março de 2011 às 12:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Os contratos futuros de crude estão em forte descida nos mercados internacionais, depois de o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, ter admitido que há um elevado risco de que fuga de radioactividade na central nuclear de Fukushima.

O barril de crude WTI, negociado na bolsa de Nova Iorque, desvaloriza 3,65% para 97,50 dólares por barril. Também o Brent do Mar do Norte, negociado em Londres, regista a mesma tendência e recua 4,21% para 108,88 dólares por barril.

O primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, veio à televisão pedir calma aos japoneses, admitindo que são agora maiores os riscos de uma fuga radioactiva, depois de se ter dado uma terceira explosão na central nuclear de Fukushima.

Os receios de um desastre nuclear no Japão estão a contrabalançar a escalada dos tumultos no Médio Oriente, eventualmente capazes de perturbar a produção da matéria-prima.

“No curto prazo, a procura provavelmente vai ter um pico”, disse David Fyfe, CEO da Agência Internacional Energética da indústria do petróleo e unidade de mercados de Paris, à Bloomberg. Acrescenta: “Inicialmente, por causa da redução da actividade industrial, poderemos ver a procura de petróleo reduzida no Japão.”

A violência na Líbia já diminuiu os níveis de produção de petróleo em dois terços e continua persistente, com as forças leais a Kadhafi a fazerem ataques aéreos contra os manifestantes na cidade de Ajdabiya.

Ver comentários
Saber mais Petróleo matérias-primas Japão Médio Oriente
Outras Notícias