Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo em alta com expectativas de que plano de estímulos aumente a procura

Os preços do petróleo seguiam a negociar em alta impulsionados pelas expectativas de que o plano de estímulos económicos norte-americano contribua para um aumento da procura petrolífera.

Lara Rosa lararosa@negocios.pt 09 de Fevereiro de 2009 às 13:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os preços do petróleo seguiam a negociar em alta impulsionados pelas expectativas de que o plano de estímulos económicos norte-americano contribua para um aumento da procura petrolífera.

O West Texas Intermediate, em Nova Iorque, seguia a valorizar 0,55% para os 40,39 dólares e, em Londres, o Brent do mar do Norte, que serve de referência à economia europeia, ganhava 1,26% para os 46,79 dólares.

A contribuir para a tendência positiva dos preços do petróleo estão as expectativas de que o plano de estímulos económicos norte-americano, cuja apresentação foi adiada para amanhã, estimule a procura petrolífera por parte dos consumidores e das empresas.

Apesar do texto do projecto inicial prever um investimento de 920 mil milhões de dólares nos próximos dois anos, para reavivar a economia norte-americana, na sexta-feira os senadores norte-americanos acordaram uma revisão em baixa para 780 mil milhões de dólares.

O petróleo “pode subir” assim que o plano de estímulos dos EUA seja aprovado afirmou Ben Barber da Bell Commodities citado pela Bloomberg.

Hoje foi ainda conhecido que os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) adiaram 23% dos seus projectos de produção de petróleo e gás depois dos preços da matéria-prima terem afundado desde os máximos registados no ano passado.

No dia 11 de Julho de 2008, o petróleo tocou nos 147,50 dólares em Londres e nos 147,27 dólares em Nova Iorque, os valores mais elevados de sempre.

O secretário geral da OPEP afirmou que “se os preços continuarem a este nível então vão ver uma queda do investimento.”

Ver comentários
Outras Notícias