Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo alivia de recorde acima dos 110 dólares

O preço do barril de petróleo seguia a desvalorizar, nos mercados internacionais. A matéria-prima estava a aliviar dos fortes ganhos recentes que levaram a cotação do "ouro negro" a atingir o valor mais elevado de sempre, acima dos 110 dólares no mercado

Paulo Moutinho 13 de Março de 2008 às 07:53
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O preço do barril de petróleo seguia a desvalorizar, nos mercados internacionais. A matéria-prima estava a aliviar dos fortes ganhos recentes que levaram a cotação do "ouro negro" a atingir o valor mais elevado de sempre, acima dos 110 dólares no mercado de Nova Iorque.

O West Texas Intermediate (WTI) [cl1], negociado nos EUA, seguia a perder 0,31% para 109,58 dólares, enquanto em Londres, o mercado que serve de referência às importações nacionais, o barril de "brent" [co1] estava a ser negociado nos 105,93 dólares, a perder 0,32%.

A matéria-prima está, assim, a aliviar dos ganhos recentes. Na sessão de ontem, e apesar das reservas petrolíferas norte-americanas terem aumentado mais do que o esperado, o barril de crude chegou a ser negociado nos 110,20 dólares, o valor mais elevado de sempre. Em Londres o barril de "brent" atingiu um novo recorde nos 106,45 dólares.

A contribuir para a valorização do "ouro negro" tem estado a queda do dólar frente às restantes divisas mundiais, nomeadamente, o iene e o euro. A moeda europeia atingiu, já hoje, um novo valor máximo histórico ao ser transaccionada nos 1,5587 dólares, com o mercado a acreditar em novos cortes de juros nos EUA.

Com a desvalorização da moeda norte-americana os investidores têm voltado as atenções para as "commodities", nomeadamente o petróleo, como forma de se protegeram da inflação e da turbulência do mercado de capitais.

Ver comentários
Outras Notícias