Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo atinge novos recordes em Londres e Nova Iorque

Os preços do petróleo atingiram novos recordes nos mercados internacionais sustentados pela especulação de que o dólar vai manter a tendência de queda e a China vai divulgar um crescimento de mais de 10% no primeiro trimestre deste ano.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os preços do petróleo atingiram novos recordes nos mercados internacionais sustentados pela especulação de que o dólar vai manter a tendência de queda e a China vai divulgar um crescimento de mais de 10% no primeiro trimestre deste ano.

O "brent" [co1] para entrega em Maio, transaccionado no mercado londrino, atingiu os 110,45 dólares por barril no fecho da sessão, com um ganho 0,56%. O anterior máximo histórico era de quarta-feira passada, quando chegou aos 109,98 dólares.

Em Nova Iorque, o West Texas Intermediate [cl1] marcou também um novo recorde, nos 112,48 dólares por barril. Recorde-se que o máximo histórico deste crude de referência dos EUA estava nos 112,21 dólares, valor atingido no "intraday" quarta-feira passada.

O facto de o Grupo das Sete Nações Mais Industrializadas (G-7) não ter conseguido travar a queda do dólar face ao euro contribuiu para impulsionar fortemente o petróleo e outras matérias-primas, como o ouro.

O G-7 anunciou, após um fim-de-semana de reuniões em Washington, que vai "monitorizar os mercados de perto e cooperar da forma apropriada", mas não mencionou explicitamente o dólar nem sugeriu planos de intervenção, o que desanimou o mercado.

O crescimento económico na China também está a impulsionar o preços depois do país ter anunciado que as importações de diesel aumentaram 49% no mês passado.

O petróleo já subiu mais de 35% e o dólar caiu cerca de 12% contra o euro desde que a Reserva Federal norte-americana começou a reduzir as taxas de juro, a 18 de Setembro do ano passado.

Outras Notícias