Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo cai 1,5% em Londres após forte subida

A matéria-prima está a negociar em queda nos mercados internacionais, depois de ter registado subidas superiores a 6% na sessão de ontem. Dados do Governo norte-americano mostram que a produção nos Estados Unidos aumentou, tal como as reservas.

Bloomberg
Rita Faria afaria@negocios.pt 29 de Outubro de 2015 às 12:03
  • Partilhar artigo
  • ...

O petróleo está a negociar em queda nos mercados internacionais esta quinta-feira, 29 de Outubro, depois de ter registado a maior subida dos últimos dois meses, na sessão de ontem.

O West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, desce 1,37% para 45,31 dólares, enquanto o Brent, transaccionado em Londres, cai 1,53% para 48,30 dólares por barril.

A matéria-prima disparou quase 5% em Londres e mais de 6% em Nova Iorque, na sessão de quarta-feira, depois de o Instituto do Petróleo Americano ter revelado que as reservas de crude e combustíveis em Cushing, no Oklahoma – um dos maiores entrepostos comerciais de crude dos Estados Unidos – caíram na semana passada, e que as refinarias norte-americanas aumentaram as suas taxas operacionais.

Os dados oficiais da Administração de Informação de Energia (EIA, na sigla inglesa) também mostram um aumento da produção dos Estados Unidos, que manteve as reservas cerca de 100 milhões de barris acima da média de cinco anos.

Segundo os dados do Governo norte-americano, as reservas de crude aumentaram em 3,38 milhões de barris na semana que terminou a 23 de Outubro. Foi a quinta semana de subidas, a mais longa série de aumentos desde Abril.

Já a produção nos Estados Unidos cresceu em 16 mil barris por dia para 9,11 milhões.

Ver comentários
Saber mais petróleo WTI Brent reservas crude EIA Instituto do Petróleo Americano
Outras Notícias