Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo cai mais de 3% nos EUA em reacção à divulgação das reservas

Os preços do petróleo acentuaram as perdas registadas no início da tarde e perdiam mais de 3% em Nova Iorque. Em Londres, a matéria-prima negoceia abaixo dos 90 dólares.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 28 de Novembro de 2007 às 19:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os preços do petróleo acentuaram as perdas registadas no início da tarde e perdiam mais de 3% em Nova Iorque. Em Londres, a matéria-prima negoceia abaixo dos 90 dólares.

As quedas dos preços do petróleo surgiram depois do Departamento de Energia dos EUA ter divulgado os dados das reservas de crude e de combustíveis do país. Os números foram melhores do que o esperado, o que está a penalizar os preços da matéria-prima.

O West Texas Intermediate (WTI) [cl1], negociado em Nova Iorque, perdia 3,6% para 91,02 dólares, e em Londres, o "brent" [co1] recuava 2,67% para 90,05 dólares, depois de já ter estado a negociar abaixo dos 90 dólares por barril.

O Departamento de Energia revelou que as reservas de crude dos EUA caíram em 452 mil barris na semana passada, um valor que acabou por ser melhor do que o estimado pelos analistas consultados pela Bloomberg que estimavam uma queda de 1 milhão.

Os inventários de gasolina cresceram 1,4 milhões de barris, quando os analistas esperavam um aumento de 500 mil.

Os "stocks" de destilados, onde se inclui o gasóleo rodoviário e para aquecimento, diminuíram em 89 mil barris, o que compara com uma quebra de 1,2 milhões de barris estimada pelos analistas.

Até o nível de capacidade de produção das refinarias norte-americanas superou as estimativas. Os analistas previam um aumento de capacidade de produção de 0,55%, quando na realidade o acréscimo foi de 2,44%.

Ver comentários
Outras Notícias