Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo cai pela sétima sessão consecutiva para mínimos de cinco meses

O petróleo inverteu a tendência de recuperação que registou no início do dia e seguia agora a cair pela sétima sessão consecutiva em Nova Iorque, negociando perto de mínimos de cinco meses. O facto da Agência Internacional de Energia ter reduzido as estim

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 12 de Setembro de 2006 às 15:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O petróleo inverteu a tendência de recuperação que registou no início do dia e seguia agora a cair pela sétima sessão consecutiva em Nova Iorque, negociando perto de mínimos de cinco meses. O facto da Agência Internacional de Energia ter reduzido as estimativas da procura a nível mundial pressionava os preços.

O crude deslizava 0,43% para os 65,33 dólares enquanto o "brent" perdia 0,22% para os 64,41 dólares.

A Agência Internacional de Energia (AIE) reduziu as estimativas para a procura de petróleo a nível mundial este ano e em 2007 perante o abrandamento económico dos EUA, que é o maior consumidor de energia.

A procura de petróleo a nível mundial vai ser de 84,7 milhões de barris diários em 2006, 100 mil barris menos do que aquilo que previa o mês passado, afirmou a AIE no seu relatório mensal.

Segundo a mesma fonte, consumo de petróleo para o próximo ano foi reduzido em 160 mil barris diários para 86,2 milhões.

A pressionar também os preços estava o facto de ter sido divulgado que os países do Médio Oriente vão gastar 94 mil milhões de dólares em infra-estruturas de petróleo e gás, sendo que metade deste montante será aplicado no aumento sa produção, afirmou o ministro do petróleo da Arábia Saudita, Ali al-Naimi, citado pela Bloomberg.

O petróleo está a cair pela sétima sessão consecutiva tendo desvalorizado cerca de 17% em pouco mais de um mês. Em Londres desce pela quinta sessão.

Ver comentários
Outras Notícias