Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo e resultados empresariais pressionam bolsas dos EUA

As praças norte-americanas desvalorizavam, com o mercado a recear que os valores recorde atingidos pelo barril de petróleo venham a limitar os lucros das empresas, no dia em que companhias como a Xerox e a American Express anunciaram os resultados do prim

Negócios negocios@negocios.pt 24 de Abril de 2006 às 20:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As praças norte-americanas desvalorizavam, com o mercado a recear que os valores recorde atingidos pelo barril de petróleo venham a limitar os lucros das empresas, no dia em que companhias como a Xerox e a American Express anunciaram os resultados do primeiro trimestre, com as receitas a ficarem aquém do esperado.

O Nasdaq descia 0,25% para os 2.337,11 pontos enquanto o Dow Jones seguia pouco alterado com um ganho de 0,04% a negociar nos 11.351,53 pontos.

A Xerox descia 5,41% para os 14 dólares, depois de ter anunciado que os seus lucros referentes ao primeiro trimestre foram de 20 cêntimos de dólar por acção, abaixo dos 21 cêntimos estimados pelos analistas da Thomson Financial, devido à quebra nas vendas de impressoras e fotocopiadoras.

A American Express descia 1,22% para 51,61 dólares, no dia em que também apresentou vendas abaixo do esperado.

O evolução do petróleo nos últimos dias também tem pressionado as bolsas, com o petróleo a negociar acima dos 73 dólares por barril, o que tem aumentado a especulação em relação ao impacto da subida da matéria-prima nos lucros das empresas.

Ainda a pressionar o Nasdaq seguia a Apple com uma queda superior a 1,5% e a Nortel que desvalorizava 4,69%.

No Dow Jones, a Altria e a IBM evitavam a queda do índice com valorizações superiores a 0,5%.

Outras Notícias