Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo em alta impulsionado pelas tensões no Iraque

Os preços do petróleo nos mercados internacionais estão a subir motivados pelos receios de que a crise no Iraque provoque perturbações no fornecimento da matéria-prima.

A carregar o vídeo ...
What the Unrest in Iraq Means for Oil Prices
Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 13 de Junho de 2014 às 09:52
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...

Nos mercados internacionais, os preços do petróleo estão em alta. O West Texas Intermediate – transaccionado em Nova Iorque – avança 0,88% para 107,47 dólares por barril. O crude está assim a aproximar-se do maior ganho semanal desde Dezembro de 2013. O Brent do Mar do Norte sobe 0,87% para 114 dólares por barril.

 

A determinar a evolução dos preços da matéria-prima está a escalada de violência no Iraque. O Iraque é o segundo maior produtor de petróleo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e com o agravamento das tensões no país, os investidores temem problemas na oferta, o que faz com que os preços subam.

 

No inicio desta semana, rebeldes sunitas tomaram o controlo da cidade de Mosul, uma das maiores do Iraque. O objectivo destes rebeldes passará por tentar alcançar a capital, Bagdad, e lançar um ataque ao governo do país, que é maioritariamente de etnia xiita.

 

Ontem, 12 de Junho, o governo iraquiano autorizou ataques aéreos sobre as posições dos rebeldes sunitas na zona de Mosul. Ainda assim, e durante as últimas horas - de acordo com as agências internacionais - os rebeldes terão conseguido obter o controlo de mais duas cidades.

 

Para tentar travar os avanços dos rebeldes, o presidente norte-americano, Barack Obama, estará a ponderar uma acção militar. "Não descarto nada porque temos um papel [a desempenhar para ] assegurar que os jihadistas não têm uma base permanente quer no Iraque quer na Síria", afirmou Barack Obama, citado pelo Reuters, quando questionado pelos jornalistas se a Casa Branca estava a ponderar ataques aéreos.

 

 

Ver comentários
Saber mais Organização dos Países Exportadores de Petróleo OPEP Mosul Bagdad Barack Obama Síria Casa Branca petróleo brent WTI
Outras Notícias