Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo fixa novos máximos com receios de escassez de oferta

O petróleo seguia a subir mais de 1% negociando acima dos 59 dólares por barril em Nova Iorque. A matéria-prima alcançou novos máximos em Nova Iorque em Londres perante a preocupação de que as refinarias não vão conseguir manter um ritmo de produção sufic

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 20 de Junho de 2005 às 08:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O petróleo seguia a subir mais de 1% negociando acima dos 59 dólares por barril em Nova Iorque. A matéria-prima alcançou novos máximos em Nova Iorque em Londres perante a preocupação de que as refinarias não vão conseguir manter um ritmo de produção suficientemente forte para ir de encontro à procura, reforçando assim a ideia de que os preços recorde do petróleo vão prejudicar o crescimento económico mundial.

O crude subia 1,16% para os 59,15 dólares depois de ter tocado o máximo histórico nos 59,23 dólares. O «brent», transaccionado em Londres também avançava 1,33% para os 58,53 dólares tendo fixado o valor mais elevado de sempre nos 58,58 dólares.

O petróleo alcançou novos recordes perante preocupações de que os produtores e as refinarias poderão ter dificuldades em ir de encontro á procura no Hemisfério Norte. A China, que liderou a procura a nível mundial nos últimos três anos disse, a semana passada que a sua produção industrial cresceu mais do que o esperado em Maio, o que levou a JP Morgan & Chase a aumentar as suas previsões de crescimento para o país.

Os preços do petróleo valorizaram 9% na semana passada devido às razões referidas, ou seja, o mercado receia uma escassez de oferta e os analistas consultados pela Bloomberg acreditam que esta semana seja mais uma de subida dos preços do petróleo.

Outras Notícias