Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo negoceia abaixo dos 90 dólares com receios de diminuição da procura

Os preços do petróleo seguiam a recuar mais de 2%, pressionados pela divulgação de novos indicadores económicos nos Estados Unidos, que vêm reforçar os receios de recessão na maior economia do mundo, o que poderá levar à diminuição da procura.

Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 01 de Fevereiro de 2008 às 19:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os preços do petróleo seguiam a recuar mais de 2%, pressionados pela divulgação de novos indicadores económicos nos Estados Unidos, que vêm reforçar os receios de recessão na maior economia do mundo, o que poderá levar à diminuição da procura.

O West Texas Intermediate, negociado em Nova Iorque, caía 2,98% para os 89,02 dólares, enquanto o "brent", transaccionado em Londres, perdia 2,56% para os 89,85 dólares por barril.

A negociação do crude foi condicionada pela divulgação dos dados sobre o desemprego nos EUA, que diminuiu em Janeiro, um sinal de recessão. De acordo com o Departamento do Trabalho norte-americano, no primeiro mês de 2008 os Estados Unidos perderam inesperadamente 17 .000 funcionários, depois de ter havido mais 82.000 postos de trabalho em Dezembro.

Apesar da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) ter decidido hoje manter a actual quota de produção, os receios de uma diminuição da procura energética devido a uma recessão económica impediram os preços do petróleo de terminarem a semana em alta.

"A queda surpresa do número de empregos vai certamente condicionar o mercado", disse Michael Fitzpatrick, vice-presidente da gestão de risco energético da MF Global à Bloomberg. "Menos actividade económica implica menos energia", acrescentou o responsável.

Outras Notícias