Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo negoceia em máximos e sobe pelo quarto dia

O petróleo subia pela quarta sessão consecutiva no dia em que superou os 59 dólares em Nova Iorque, renovando o máximo histórico. A subida dos preços da matéria-prima têm estado relacionados com as preocupações de que os produtores não terão capacidade pa

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 20 de Junho de 2005 às 15:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O petróleo subia pela quarta sessão consecutiva no dia em que superou os 59 dólares em Nova Iorque, renovando o máximo histórico. A subida dos preços da matéria-prima têm estado relacionados com as preocupações de que os produtores não terão capacidade para aumentar a produção o suficiente para responder à procura.

O West Texas Intermediate (WTI) [cl1], negociado em nova Iorque, avançada 0,65% para os 58,85 dólares (47,86 euros), depois de ter somado mais de 1% para os 59,23 dólares (41,17 euros), o valor mais elevado desde sempre.

O «brent» [co1], transaccionado em Londres, ganhava 0,69% para os 58,16 dólares (47,30 euros), após ter tocado no máximo histórico nos 58,58 dólares (47,64 euros).

Os preços do petróleo mantinham a tendência de subida com o mercado a especular de que as refinarias e os produtores não terão capacidade para produzir e transformar a matéria-prima a um nível suficientemente elevado para responder ao aumento da procura.

A subida dos preços não provocou uma diminuição da procura, que se prevê crescer 2,5% este ano, de acordo com o Departamento de Energia dos EUA.

Aliado a estes receios, os trabalhadores da Noruega, o terceiro maior exportador do mundo, ameaçam fazer greve, o que poderá afectar a produção em 920 mil barris por dia.

Ver comentários
Outras Notícias