Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo negoceia perto do valor mais elevado de quatro meses

O petróleo seguia a cair em Nova Iorque e em Londres mas negociava perto do valor mais elevado dos últimos quatro meses com receios de que o relatório do governo dos EUA vá divulgar que os «stocks» de petróleo para aquecimento no país caíram.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 02 de Março de 2005 às 12:49

O petróleo seguia a cair em Nova Iorque e em Londres mas negociava perto do valor mais elevado dos últimos quatro meses com receios de que o relatório do governo dos EUA vá divulgar que os «stocks» de petróleo para aquecimento no país caíram.

O crude deslizava 0,29% para os 51,53 dólares [cl1] (39,09 euros) em Nova Iorque, enquanto o «brent» [co1] escorregava 0,2% para os 50,01 dólares (37,9 euros) em Londres.

Os inventários de petróleo para aquecimento e de gasóleo nos EUA provavelmente caíram em 1,2 milhões de barris na semana passada, segundo analistas consultados pela Bloomberg.

Na semana anterior, os fornecimentos da matéria-prima estavam 9,9% mais baixos do que a sua média sazonal dos últimos cinco anos, numa altura em que o tempo mais frio do que o habitual continua a drenar os «stocks».

Segundo os mesmos analistas, os inventários de crude provavelmente aumentaram em um milhão de barris na semana que terminou dia 25 de Fevereiro e os de gasolina adicionaram 1,05 milhões de barris.

Outras Notícias
Publicidade
C•Studio