Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo segue misto após subida de 8% na semana passadaz

Petróleo seguia misto, com o crude desvalorizar em Nova Iorque e com o ‘brent’ a recuar em Londres, depois de ter subido 8% na semana passada devido às interrupções de fornecimento da Rússia, do Iraque e da Nigéria.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 12 de Julho de 2004 às 12:24
  • Partilhar artigo
  • ...

Petróleo seguia misto, com o crude desvalorizar em Nova Iorque e com o ‘brent’ a recuar em Londres, depois de ter subido 8% na semana passada devido às interrupções de fornecimento da Rússia, do Iraque e da Nigéria.

A produção de petróleo da Yukos, a maior exportadora russa deste combustível, pode estar em perigo, caso a empresa não chegue a um acordo com o governo de Vladimir Putin em relação a uma disputa legal sobre o pagamento de uma dívida fiscal de 99,4 mil milhões de rublos (2,74 mil milhões de euros).

«O problema da Yukos pode arrastar-se durante semanas», segundo declarações à Bloomberg de Edward Meir, um analista da Man Financial em Londres.

O crude [cl1], com entrega em Agosto, desciam sete cêntimos para 39,89 dólares (31,30 euros) o barril, no mercado de Nova Iorque, a cair 0,18%. O petróleo de Nova Iorque subiu 12% desde que fechou em 35,66 dólares (28,70 euros) a 29 de Junho.

Os futuros do ‘brent’, com entrega em Agosto, subiam nove cêntimos para 37,14 dólares (28,89 euros), ou 0,35%, no London International Petroleum Exchange.

Os futuros de gasolina valorizaram em Londres, em parte devido à notícia da ocorrência de um incêndio na passada noite na refinaria de Mongstad, na Noruega, o que reduziu a capacidade em cerca de 90.000 barris por dia.

Uma porta-voz da empresa Statoil declarou que era muito cedo para dizer quanto tempo a operadora continuaria com uma capacidade reduzida.

A Total, a terceira maior petrolífera europeia, anunciou que o fornecimento de petróleo da Nigéria pode falhar. As exportações do Iraque regularizaram desde 7 de Julho.

Outras Notícias