Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo sobe após anúncio de corte na produção

O petróleo alcançou hoje os maiores ganhos da última semana, na sequência do anúncio da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) de reduzir, novamente, a produção diária em um milhão de barris por dia.

Ruben Bicho rbicho@mediafin.pt 10 de Fevereiro de 2004 às 17:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O petróleo alcançou hoje os maiores ganhos da última semana, na sequência do anúncio da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) de reduzir, novamente, a produção diária em um milhão de barris por dia.

O contrato do crude [CL1] com entrega em Março aumentava 2,04% em Nova Iorque para os 33,50 dólares (26,35 euros), enquanto que o futuro do ‘brent’ [CO1] em Londres, com entrega no mesmo mês, subiu 2,03% para os 29,70 dólares (23,36 euros) por barril.

A OPEP anunciou hoje, após uma reunião dos seus membros, que iria reduzir a produção em um milhão de barris por dia a partir de 1 de Abril, de forma a suportar os preços, período em que estimam que a procura venha a abrandar.

Os preços encontram-se nesta altura acima do intervalo estabelecido pela OPEP – entre os 22 (17,32 euros) e os 28 dólares (22,04 euros) por barril – em Novembro de 2003, altura em que entrou em vigor a última redução do grupo de Estados produtores, responsável por um terço do fornecimento mundial.

As quotas de produção oficiais estão actualmente fixadas nos 24,5 milhões de barris por dia, depois de no penúltimo mês de 2003 a OPEP ter iniciado uma redução do fornecimento do mercado mundial em 900 mil barris por dia.

Além do corte de um milhão de barris por dia a partir de 1 de Abril, os responsáveis da OPEP concordaram ainda em eliminar uma sobreprodução calculada em 1,5 milhões de barris por dia. Acordada ficou também uma redução suplementar das quotas em 700 mil barris por dia se o preço do crude cair abaixo dos 25 dólares (19,68 euros).

Ver comentários
Outras Notícias