Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo sobe com diminuição de «stocks» e atentados

O petróleo acumulava hoje a quarta subida em cinco sessões depois da Agência Internacional de Energia ter afirmado que os «stocks» mundiais decresceram 10% no último ano. Os atentados na Arábia Saudita também contribuíram para a subida.

Joaquim Madrinha 13 de Maio de 2003 às 19:03
  • Partilhar artigo
  • ...
O petróleo acumulava hoje a quarta subida em cinco sessões depois da Agência Internacional de Energia ter afirmado que os «stocks» mundiais decresceram 10% no último ano. Os atentados na Arábia Saudita também contribuíram para a subida.

O crude para entrega em Junho subia 2,78% para os 28,12 dólares enquanto o «brent» apreciava 1,79% para os 25,64 dólares.

A Agência Internacional de Energia (IAE) anunciou que, os inventários, ou «stocks» mundiais estão 10% abaixo do valor registado no ano passado. Segundo James Fiedler, analista da Man Financial, em declarações à Bloomberg, «a Agência Internacional de Energia acredita que os "stocks" atingiram valores críticos».

De acordo com a agência internacional, as reservas dos países pertencentes à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) atingiram, em Março, os 234 mil milhões de barris, o que representa um decréscimo de 260 milhões de barris face ao período homólogo.

O atentado na Arábia Saudita foi outro facto que influenciou a evolução do preço do petróleo nos mercados internacionais. Segundo a Sky News, a al-Qaeda enviou «e-mails» para uma revista londrina de língua árabe a reclamar a autoria do atentado bombista que terá vitimado 91 pessoas em Riad, Arábia Saudita, esta manhã.

Ver comentários
Outras Notícias