Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo sobe com queda das reservas

O preço do petróleo subia Nova Iorque e Londres, mantendo os valores mais elevados desde o período imediatamente anterior à invasão do Iraque, impulsionado pela queda das reservas norte-americanas de crude num contexto de descida invulgar das temperaturas

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 15 de Janeiro de 2004 às 16:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O preço do petróleo subia Nova Iorque e Londres, mantendo os valores mais elevados desde o período imediatamente anterior à invasão do Iraque, impulsionado pela queda das reservas norte-americanas de crude num contexto de descida invulgar das temperaturas naquele país.

O contrato do crude com entrega em Fevereiro subia 1,16% em Nova Iorque [CL1] para 34,90 dólares (27,58 euros), tendo atingido o máximo de 35,41 dólares (27,99 euros), o valor mais elevado desde 17 de Março de 2003. O futuro do «brent» [CO1] com entrega no mesmo mês, valorizava 1,19%, para 31,40 dólares (24,82 euros) em Londres, tendo ascendido a 31,77 dólares (25,11 euros), o máximo desde 14 de Março último.

As reservas de crude caíram 1,9%, para 264 milhões de barris na semana passada, o valor mais baixo desde Setembro de 1975, anunciou ontem o Departamento de Energia.

Na óptica dos analistas os preços altos e uma tendência para operar com reservas mais baixas são responsáveis pela queda dos ‘stocks’. As mesmas fontes, contactadas pela Bloomberg, as reservas poderão cair ainda mais por causa de uma vaga de frio no Nordeste norte-americano, que absorvem 75% do total de óleo de aquecimento consumido dos EUA.

As temperaturas caíram em Boston para menos oito graus Fahrenheit (menos 20 ºC) ontem, e os serviços nacionais de meteorologia dos EUA adiantam que deverão chegar a menos 12º Fahrenheit (24º C negativos), perto recorde mínimo.

Outras Notícias