Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo sobe impulsionado por dados da economia chinesa

A matéria-prima segue a valorizar depois de ter registado o valor mais baixo das últimas três semanas, impulsionado por dados da economia chinesa e pela expectativa de que a OPEP manterá a quota de produção petrolífera nos 30 milhões de barris por dia.

Rita Dias Baltazar rbaltazar@negocios.pt 10 de Dezembro de 2012 às 11:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O petróleo está a subir depois de terem sido revelados dados positivos quanto à economia chinesa. A matéria-prima recupera do valor mais baixo das últimas três semanas, depois de ter caído nos últimos quatro dias. Esta semana a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) reunir-se-á em Viena e espera-se que mantenha que a quota de produção nos 30 milhões de barris por dia.

Os futuros para Janeiro de West Texas Intermediate (WTI), negociados em Nova Iorque, somam 0,55% para 86,40 dólares por barril. Já o Brent do Mar do Norte, transaccionado em Londres, e crude de referência para Portugal ganham 0,60% para 107,66 dólares por barril.

Na China a refinação de petróleo aumentou 9,1% em Novembro, face ao ano anterior, para 10,2 milhões de barris por dia e a produção industrial subiu 10,1%. Por outro lado, a economia chinesa deverá manter, pelo menos no médio prazo, taxas de crescimento entre 7,5% e 8,5%, impulsionando também os preços da matéria-prima.

O ministro do petróleo da Arábia Saudita assegurou que o país está satisfeito com os actuais preços da matéria-prima. A reunião da OPEP deverá realizar-se dia 12 de Dezembro. Neste encontro deverá fixar-se uma quota de produção petrolífera, que segundo Ric Spooner, analista da CMC Market, consultado pela Bloomberg, deverá permanecer nos 30 milhões de barris por dia.

Ver comentários
Saber mais matérias-primas petróleo WTI Brent China
Mais lidas
Outras Notícias