Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo sobe mais de 1% após divulgação das reservas dos EUA

O petróleo acentuou os ganhos registados ao longo do dia, depois do Departamento de Energia norte-americano ter revelado que as reservas de crude e de gasolina caíram na semana passada. Os números revelados ficaram aquém o esperado, o que se está a reflec

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 29 de Agosto de 2007 às 16:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O petróleo acentuou os ganhos registados ao longo do dia, depois do Departamento de Energia norte-americano ter revelado que as reservas de crude e de gasolina caíram na semana passada. Os números revelados ficaram aquém o esperado, o que se está a reflectir no preço da matéria-prima.

O West Texas Intermediate (WTI) [cl1], negociado em Nova Iorque, subia 1,48% para 72,79 dólares, e o "brent" [co1], transaccionado em Londres, ganhava 1,64% para 71,71 dólares.

O Departamento de Energia dos EUA anunciou que as reservas de crude diminuíram em 3,48 milhões de barris. Os analistas consultados pela Bloomberg previam que estes "stocks" caíssem 600 mil barris.

Os inventários de gasolina desceram 3,67 milhões barris, quando os analistas previam uma quebra de 2,5 milhões. Estas reservas assumem uma importância maior devido ao seu consumo. O pico de procura de gasolina é atingido no Verão, devido às viagens que se realizam nesta altura do ano.

As reservas de destilados, onde se inclui o gasóleo para aquecimento e o gasóleo rodoviário, aumentaram em 889 mil barris, o que compara com os 800 mil barris estimados pelos analistas.

Ainda a contribuir para a subida dos preços do petróleo está o facto do índice de produção das refinarias norte-americanas ter caído mais de 1%, quando os analistas estimavam uma manutenção dos níveis de refinação.

Ver comentários
Outras Notícias