Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo sobe pela 10ª semana consecutiva na maior série de ganhos de sempre nos EUA

O preço do barril em Nova Iorque mantém a sua tendência positiva desde Março depois de ter alcançado um mínimo de seis anos. Esta valorização acontece num momento em que a especulação aponta que a redução do número de plataformas em funcionamento nos Estados Unidos vai travar a produção no país.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

O preço do petróleo em Nova Iorque subiu esta semana pela 10ª semana consecutiva. O WTI regista assim a sua maior série de ganhos de sempre, desde que a negociação teve início em 1983, segundo dados avançados pela Bloomberg esta sexta-feira, 22 de Maio.

 

O preço do barril de West Texas Intermediate subiu 1,47% esta semana e desde Março que está a recuperar de um mínimo de seis anos. Esta valorização acontece num momento em que a especulação aponta que a redução do número de plataformas em funcionamento nos Estados Unidos vai travar a produção no país, que está actualmente em máximos de trinta anos. Desde Dezembro que o número de plataformas em funcionamento no país caiu em 58%.

 

Igualmente, a impulsionar a subida do petróleo está também a queda das reservas nos Estados Unidos pela terceira semana consecutiva na semana passada, na maior série negativa desde Setembro. Mesmo assim, as reservas continuam no seu nível mais alto desde 1930.

 

"A procura sazonal significa que os inventários norte-americanos estão a começar a cair", disse à Bloomberg o analista do UBS, Giovanni Staunovo. "Prevemos que o mercado volte a ganhar balanço na segunda metade do ano, mas até lá existe o risco dos preços poderem recuar".

 

Para a próxima semana poderá acontecer nova valorização do preço do barril de West Texas Intermediate, isto de acordo com os analistas sondados pela Bloomberg.

 

Já no Brent, o barril de referência para Portugal, a tendência semanal é negativa. Depois da subida superior a 2% na passada semana, o Brent perdeu 1,20% no acumulado das últimas cinco sessões.

 

O Goldman Sachs reviu esta semana em alta a sua estimativa para os preços do petróleo no curto prazo. Mas apesar da revisão, os valores do petróleo ficam ainda assim abaixo do seu valor actual no mercado. O banco de investimento norte-americano prevê assim que o preço do Brent alcance os 58 dólares por barril, enquanto o West Texas Intermediate poderá alcançar os 52 dólares já este ano.

 

Na sessão desta sexta-feira, o futuro para Julho do West Texas Intermediate está a perder 0,25% para 60,57 dólares em Nova Iorque, enquanto o futuro do Brent desce 0,35% para 66,31 dólares em Londres.

Ver comentários
Saber mais petróleo west texas intermediate brent energia mercado e câmbios petróleo e gás (distribuição) macroeconomia economia negócios e finanças
Outras Notícias