Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo valoriza com redução de fornecimento da Nigéria e Noruega

Os preços do petróleo avançavam depois da Nigéria ter cortado o fornecimento de matéria-prima, após militares nigerianos terem paralisado duas estações da Royal Dutch, o que veio retirar do mercado mais fornecimento, juntando-se à redução da Noruega que e

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 06 de Dezembro de 2004 às 12:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os preços do petróleo avançavam depois da Nigéria ter cortado o fornecimento de matéria-prima, após militares nigerianos terem paralisado duas estações da Royal Dutch, o que veio retirar do mercado mais fornecimento, juntando-se à redução da Noruega que encerrou duas plataformas devido a uma fuga de gás.

O «brent» [co1], negociado em Londres, subia 1,25% para os 39,84 dólares (29,63 euros), e o crude [cl1], transaccionado em Nova Iorque, apreciava 1,11% para os 42,93 dólares (31,93 euros).

A Royal Dutch, detentora de 60% do capital da Shell, anunciou que militares nigerianos paralisaram a produção de duas estações, o que reduz o fabrico de 70 mil barris por dia.

A Noruega viu-se obrigada a fechar, na semana passada, duas plataformas devido a uma fuga de gás. Este encerramento afectou cerca de 7% da produção do país, que deverá ser retomada no final desta semana, de acordo com a Autoridade de Segurança petrolífera da Noruega.

Com a queda de 14% na semana passada do preço do petróleo em Nova Iorque e com o dólar fraco, moeda em que a matéria é negociada, levou os ministros do petróleo do Irão e do Kuwait a pedirem à Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) para reduzirem a produção.

Incluindo o Iraque, a OPEP produziu em Outubro 30,6 milhões de barris por dia, perto da sua capacidade máxima, segundo a Bloomberg.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias