Bolsa Pharol recupera e PSI-20 acumula quarta semana de ganhos

Pharol recupera e PSI-20 acumula quarta semana de ganhos

Os títulos da Pharol, depois das fortes quedas registadas nas últimas sessões, recuperaram esta sexta-feira em bolsa, tendo subido mais de 8% ao longo da sessão. O PSI-20 terminou a valorizar 0,55%, o que permitiu registar a quarta semana consecutiva de ganhos.
A carregar o vídeo ...
Ana Laranjeiro 15 de dezembro de 2017 às 16:47

Numa Europa sem uma tendência definida, Lisboa terminou a última sessão da semana em terreno positivo. O PSI-20 ganhou 0,55% para 5.385,63 pontos, com 13 cotadas em alta e cinco em queda. No acumulado da semana, o principal índice da praça de Lisboa registou uma valorização de 0,47%, tendo tido a quarta semana consecutiva em alta.

Entre as restantes congéneres europeias não se verifica uma tendência definida, numa altura em que os líderes europeus consideram que estão reunidas as condições para as negociações entre Bruxelas e Londres passarem para a fase relacionada com a futura relação entre os dois blocos, uma vez concretizada a saída britânica da União Europeia.

Além disso, o clima de instabilidade política em Itália pode também estar a captar a atenção dos investidores. A expectativa é que o Parlamento seja dissolvido na semana entre o Natal e o Ano Novo e que as novas eleições legislativas sejam agendadas para o final do primeiro trimestre de 2018.

Em Lisboa, destaque para as acções da Pharol, BCP, EDP e Jerónimo Martins. A Pharol, que detém uma participação em torno de 27% na brasileira Oi, terminou a sessão com uma subida de 4,26% para 26,9 cêntimos, depois de ter registado um ganho máximo na sessão de 8,53%. A empresa, durante a sessão chegou a cair quase 9%, mas terminou a recuperar das fortes quedas recentes.

Este comportamento da antiga PT SGPS está relacionado com a quinta versão do plano de recuperação da Oi, apresentado esta semana, que parece ser o final, e que terá um impacto significativo nas participações dos actuais accionistas. A nova versão do plano de recuperação judicial vai permitir que a Oi reduza em 50% o valor da dívida, e caso a proposta seja aprovada na próxima semana, os credores vão controlar 75% do capital da operadora, com os actuais accionistas a sofrerem uma forte diluição das suas participações, incluindo a Pharol.

As acções do BCP terminaram a sessão desta sexta-feira a ganhar 1,15% para 26,3 cêntimos.

No retalho, a Jerónimo Martins valorizou 1,23% para 16,045 euros enquanto a concorrente Sonae disparou 3,29% para 1,163 euros.

No sector energético, a EDP ganhou 1,07% para 2,928 euros e a empresa de energia limpas, a EDP Renováveis cresceu 0,37% para 6,711 euros. A Galp Energia, por outro lado, recuou 1,02% para 15,50 euros, numa altura em que os preços do petróleo estão a subir nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, referência para Portugal, sobe 0,13% para 63,39 dólares por barril. A REN ganhou 0,71% para 2,422 euros.

A Nos terminou o dia a ceder 0,09% para 5,63 euros. Já a Mota-Engil subiu 1,14% para 3,72 euros.

 

(Notícia actualizada às 16:57)




pub