Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pharol e BCP animam bolsa nacional

O mercado português inverteu a tendência negativa devido aos ganhos do BCP e da Pharol. A antiga PT SGPS negoceia em máximos de Junho e acumula desde o início deste mês um ganho superior a 54%.

Miguel Baltazar/Negócios
Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 08 de Outubro de 2015 às 09:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 25
  • ...
O principal índice do mercado nacional ganha 0,29% para 5.512,84 pontos, com 12 cotadas em alta, quatro em queda e duas inalteradas. O PSI-20 negoceia em terreno positivo há sete sessões consecutivas, período em que acumula um ganho superior a 12% e que elevou para 14,8% o ganho acumulado desde o início do ano.

Esta quinta-feira, 8 de Outubro, a bolsa nacional está a beneficiar dos ganhos da Pharol e do Banco Comercial Português. A antiga PT-SGPS negoceia em terreno positivo há cinco sessões consecutivas (períod em que acumulou um ganho superior a 54%), tendo ganho mais de 23% na sessão de ontem após a empresa ter anunciado que vai avançar com um programa de recompra de acções próprias de até 7,7% do seu capital.  

Esta quinta-feira, a empresa liderada por Luís Palha da Silva sobe 12,02% para negociar nos 41 cêntimos por acção, o valor mais elevado desde Junho deste ano. 

Já o BCP negoceia em terreno positivo pela sétima sessão consecutiva. Após as fortes quedas registadas nas últimas semanas de Setembro, que levaram as acções para mínimos de dois anos e meio, o banco está a recuperar a acumula uma subida superior a 46% nestes sete dias. Nesta altura, as acções ganham 1,31% para 6,19 cêntimos.

Ainda no sector bancário, o BPI sobe 0,45% para 1,127 euros e o Banif segue inalterado nos 0,0039 euros.

No sector energético, a Galp sobe 0,24% para 10,305 euros, enquanto a EDP recua 0,90% para 3,424 euros. Esta quarta-feira, as empresas revelaram à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários que a EDP Renováveis chegou a acordo com a Ventinveste, consórcio detida em partes iguais pela Galp e pela Martifer, para a "aquisição de certas sociedades veículo que detêm licenças e direitos de interligação à rede correspondentes a 216,4 megawatts de capacidade eólica" por 17 milhões de euros.   

(Notícia actualizada às 09h35)
Ver comentários
Saber mais bolsa de Lisboa PSI 20 mercados banca Galp Energia Pharol
Outras Notícias