Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Plano dos EUA para o imobiliário penaliza euro

A moeda única da Zona Euro seguia a negociar em terreno negativo depois de ter sido conhecido o plano da administração de Barack Obama para reduzir as execuções hipotecárias.

Lara Rosa lararosa@negocios.pt 18 de Fevereiro de 2009 às 18:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A moeda única da Zona Euro seguia a negociar em terreno negativo depois de ter sido conhecido o plano da administração de Barack Obama para reduzir as execuções hipotecárias.

Contra a moeda da maior economia do mundo, o euro seguia a desvalorizar 0,25% para os 1,2550 dólares, depois de já ter tocado nos 1,2513 dólares, o valor mais baixo desde o dia 21 de Novembro.

Hoje foi conhecido um plano nos EUA que tem como objectivo travar as execuções hipotecárias norte-americanas ao ajudar nove milhões de pessoas a reestruturarem ou refinanciarem os seus empréstimos à habitação.

O programa vai usar 75 mil milhões de dólares (59,2 mil milhões de euros) para reduzir os juros dos empréstimos e incentivar alterações nos termos das hipotecas, anunciou o Departamento do Tesouro, citado pela Bloomberg.

O Tesouro norte-americano, dirigido por Timothy Geithner, referiu também que duplicará o montante da compra de acções da Fannie Mae e da Freddie Mac, que são as maiores fontes de financiamento nos EUA para empréstimos à habitação, para 200 mil milhões de dólares (158 mil milhões de euros).

Os investidores estão a receber este plano com optimismo o que está a impulsionar o dólar face ao euro, ao iene e à libra.

Ver comentários
Outras Notícias